Android Geek
O maior site de Android em Português

Foxconn que ajudar a Sharp a entrar no Top 5 do mercado de smartphones

O conglomerado chinês de tecnologia Foxconn Group está a tentar transformar a Sharp num dos maiores fabricantes mundiais de smartphones, informou o Daily Economic Daily News na passada segunda-feira. Os dois supostamente chegaram a um acordo preliminar que os viria criar um empreendimento com mais de 4000 funcionários encarregados de criar, testar, fabricar, distribuir e promover smartphones contemporâneos, além de lidar com o serviço pós-venda. O relatório não esclareceu se a iniciativa deveria assumir a forma de uma joint venture ou a Sharp simplesmente expandiria a sua divisão móvel existente, com um investimento da Foxconn.

Foxconn Sharp

O acordo em si foi supostamente confirmado por Luo Zhongsheng, chefe móvel da Sharp China e diretor executivo da FIH Mobile, subsidiária de desenvolvimento de produtos da Foxconn, que atualmente fabrica os dispositivos Nokia projetados pela HMD Global, e também comprou recentemente uma parte da unidade de telefones móveis da Microsoft Mobile, incluindo a Microsoft Mobile Vietnam. Luo foi citado pela comunicação social chinesa ao afirmar que a Sharp inicialmente aumentaria seu foco na China, antes de se concentrar no mercado global. A empresa também está atualmente a criar uma nova programação de smartphones relativamente baratos que funcionam com o sistema Android. Luo diz ainda, que a nova série será lançada na China em algum momento no futuro, embora ainda não esteja claro se o recém-lançado AQUOS R Compact faz parte dessa colaboração. Os primeiros passos concretos na parceria entre a Foxconn e a Sharp provavelmente serão realizados em 2018, conforme sugerido pelo executivo que não elaborou o assunto.

Mesmo que a Sharp não faça um grande impulso global de smartphones a curto prazo, a China poderia, por si só, melhorar significativamente o desempenho geral da empresa, sendo o país do Extremo Oriente o maior mercado de smartphones do planeta. A parceria provavelmente colocará a Foxconn a fabricar alguns dos produtos da Sharp nas suas inúmeras fábricas em toda a China, mas o gigante técnico taiwanês ainda não confirmou oficialmente o acordo. A Foxconn, que também fabrica os iPhones da Apple, tentou recentemente adquirir uma participação de outro grande negócio japonês quando a Toshiba colocou a sua unidade de memória NAND à venda. Apesar de lançar a maior das três ofertas para a divisão, a Toshiba aceitou uma oferta menor de um consórcio liderado por Bain Capital depois que alguns funcionários do governo japonês sublinharem que não estão interessados ​​em aprovar uma venda a uma empresa com tais laços estreitos com a China.

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉
Através de digitimes

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link