Android Geek
O maior site de Android em Português

Facebook Messenger abre plataforma de AR World Effects para levar a realidade aumentada a todos

O Facebook anunciou hoje um novo conjunto de ferramentas de realidade aumentada para o Messenger que a empresa está a chamar de “World effects“, que basicamente deixa os utilizadores usarem objetos 3D em tempo real em fotos ou vídeos dentro da moldura da câmara. A tecnologia baseia-se nos recursos de AR existentes do Facebook, como a capacidade de adicionar filtros e máscaras ao rosto em selfies e projetado para tornar o Messenger mais interativo alavancando as capacidades cada vez mais sofisticadas dos smartphones. O primeiro conjunto de “World effects” inclui um coração flutuante, uma flecha e um robô 3D e um unicórnio, bem como bolhas de palavras com mensagens predeterminadas como “amor”, “coração” e “sinto a tua falta”.

Facebook Messenger abre plataforma de AR World Effects para levar a realidade aumentada a todos 1

A ideia é tornar o Messenger tão multifacetado quanto possível, para que ele possa permanecer competitivo com Snapchat e, com o Facebook, e ainda atrair algumas das bases de utilizadores mais jovens da Snap. O Snapchat lançou uma versão deste produto em abril, chamando-o de lentes mundiais. Mas o Facebook diz que está apenas a começar. A empresa lançou pela primeira vez a sua plataforma AR há oito meses na conferência de programadores F8, onde mostrou uma visão para o mundo em que cada objeto pode ser identificado por uma câmara de smartphone em tempo real, semelhante ao recurso Lens existente da Google, mas também inovando usando reconhecimento de objetos e animação em 3D. Uma chávena de café real pode ser gravada mostrando uma onda virtual de vapor, por exemplo.

Facebook , Apple e Google todos querem uma fatia da AR

Portanto, o Facebook está efetivamente a competir contra o Snapchat neste campo, mas também com a Apple e o Google, os quais lançaram as suas próprias plataformas de AR além de novos recursos de AR nos seus respectivos aplicativos e serviços móveis. O Facebook está em desvantagem a este respeito. A empresa pode ter uma base de utilizadores que se aproxima de um terço da população da Terra, mas não tem controlo direto sobre a câmara de um smartphone, do qual a rede social é acedida principalmente, porque não possui e opera um sistema operativo móvel.

Facebook AR Studio pode ser a arma secreta

Para esse fim, o Facebook diz que está a abrir a sua plataforma AR, chamada AR Studio, para programadores de terceiros em beta aberto, para que eles possam começar a criar uma variedade de aplicativos competitivos para competir com a Apple e Google. O objetivo é criar funcionalidades mais convincentes para AR – que agora se parece com mensagens e brincadeiras – e usar isso para atrair e reter utilizadores ao longo do tempo. Não está claro se o Facebook pode fazer isso com o seu conjunto atual de ferramentas. Assim, enquanto os “World effects” e outros truques de AR podem parecer inócuos na superfície, eles realmente representam o próximo campo de batalha móvel.

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
Fonte TechCrunch

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Ajuda-nos a chegar mais longe, partilha com os teus amigos

Obrigado pela visita!
close-link