Fábrica de TVs na Rússia da Samsung suspende as operações

A principal vantagem de um ecrã microLED é que cada pixel individual é composto de diodos emissores de luz (LEDs) reais. Outras vantagens são melhores ângulos de visão, ecrãs mais brilhantes e maior contraste.

A empresa de investigação Omida prevê que, se as tensões entre a Rússia e a Ucrânia persistirem, poderá reduzir os envios de TVs da Samsung em 10% a 50%. A Samsung Electronics planeia compensar o declínio das transferências nestes mercados, direcionando-as para outros mercados.

De acordo com um relatório da Elec, a Samsung suspendeu temporariamente as operações na sua fábrica de TV em Kaluga, perto de Moscovo, Rússia, à luz da guerra russa e ucraniana em curso. O relatório afirma que a suspensão das operações se deveu ao facto de a Samsung ter enfrentado obstáculos no fornecimento de componentes importantes para televisores, como painéis. Não só a Samsung, mas também a LG está a avaliar a suspensão das operações nas suas fábricas de eletrodomésticos e TV na Rússia.

A principal preocupação da Samsung Electronics é que, se a situação económica persistir durante muito tempo, a estratégia de negócio da empresa será seriamente perturbada. A Samsung Electronics já tinha anunciado que, tendo em conta a atual situação de desenvolvimento geopolítico, as transferências de produtos da empresa para a Rússia foram suspensas. A empresa disse ainda, em comunicado por email, que está a acompanhar ativamente o desenvolvimento desta situação complexa. A Samsung suspendeu todas as exportações para a Rússia, desde chips a smartphones e electrónica de consumo.

Fábrica de TVs na Rússia da Samsung suspende as operações 1

A empresa de investigação Omida prevê que, se as tensões entre a Rússia e a Ucrânia persistirem, poderá reduzir os envios de TVs da Samsung em 10% a 50%. A Samsung Electronics planeia compensar o declínio das transferências nestes mercados, direcionando-as para outros mercados.

Samsung suspende produção de LCD’s

Há alguns anos, a Samsung e a LG foram os principais fabricantes no mercado global de LCD’s. No entanto, existem atualmente vários fabricantes de painéis chineses no mercado. Mais ainda, estas empresas chinesas ultrapassaram a Samsung e a LG para se tornarem os principais fabricantes de painéis LCD nos últimos anos. Empresas chinesas como a BOE e a CSOT estão a expandir rapidamente as suas quotas de mercado. Isto dificulta muito a concorrência dos fabricantes sul-coreanos. Atualmente, a BOE é hoje o maior fabricante mundial de painéis LCD.

Fábrica de TVs na Rússia da Samsung suspende as operações 2

Inicialmente, a Samsung devia deixar o mercado de painéis LCD no final de 2020. No entanto, houve um pseudo aumento dos preços e isso fez com que a empresa continuasse a fabricar por mais dois anos. No entanto, olhando para a situação atual, a Samsung não vai esperar até ao final do ano. O preço tem vindo a descer significativamente e encontra-se agora em queda livre. Em janeiro deste ano, o preço médio de um painel de 32 polegadas era de apenas 38 dólares, uma queda de 64% em relação a janeiro do ano passado.

Para esta queda significativa no preço, a Samsung retirar-se-á da produção de painéis LCD meio ano antes do previsto. Vai parar a produção em junho deste ano. A Samsung Display, uma subsidiária da Samsung Electronics, irá recorrer a painéis de pontos quânticos QD de gama mais alta. Os painéis LCD que a empresa precisar irão chegar da concorrência.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!