Android Geek
O maior site de Android em Português

CEO da Lenovo promete abandonar o cargo caso os objetivos da empresa não sejam cumpridos

A fabricante chinesa de smartphones, Lenovo, tem implementado uma série de reformas radicais na sua estrutura de negócios, com o intuito de voltar a colocar a secção de smartphones em altas. Desde a aquisição da Motorola, em 2014, a empresa tem lutado sem sucesso para que a divisão de smartphones obtenha lucros. Uma das mudanças para melhorar as vendas da empresa passa por dar destaque à linha Moto, e o CEO Yang Yuanquing revelou que a empresa está à procura de relançar a secção de smartphones através da uma parceria com a plataforma de comércio eletrónico Jingdong (JD.com).

Yang, tornou-se no CEO da Lenovo em 2009, supervisionou o crescimento de sua divisão de PCs, tornando-se mesmo os lideres do mercado quando o assunto era venda de PCs, até à bem pouco tempo terem perdido a liderança para a HP. O CEO também foi peça fundamental na aquisição da Motorola, numa tentativa de replicar o mesmo sucesso dos PC. Três anos depois, a fortuna da divisão de smartphones continua no vermelho, levando à necessidade urgente de se reposicionar. A Lenovo decide então dar nova vida à secção mobile, e tem lançado uma quantidade muito significativa de smartphones da série Moto.

Lenovo

Numa recente conferência de imprensa, Yang Yuanquing pediu aos investidores mais paciência e definiu os objetivos de curto e de longo prazo da empresa. Para longo prazo, a Lenovo planeia aventurar-se na tecnologia de inteligência artificial (AI), e Yang propõe um investimento de US $ 1 mil milhões nos próximos anos, que seria investido em pesquisa e desenvolvimento de tecnologia AI.
Para os objetivos de curto prazo, a Lenovo estabeleceu o objetivo de obter receitas na ordem dos US$ 12 mil milhões em vendas online, durante os próximos três anos, e Yang acredita que vai conseguir o objetivo usando o Jingdong (JD.com), que é a segunda maior plataforma de comércio eletrónico da China, logo a seguir ao Alibaba. Yang está tão confiante de que os objetivos vão ser cumpridos, e promete apresentar a demissão caso não os consiga alcançar.

Pessoalmente considero que esta seja a cartada final do CEO da Lenovo, com o intuito de finalmente ver a secção mobile dar os devidos lucros. A fabricantes está a inundar o mercado de smartphones, e dos mais variados segmentos, seguindo os exemplos da Samsung e da Huawei que são dos maiores fabricantes mundiais de smartphones. E seguir os melhores poderá ser mesmo a receita certa.

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais