Android Geek
O maior site de Android em Português

Cellebrite diz que desbloquear iPhone é para o bem público

A empresa de tecnologia israelita Cellebrite disse que agora pode desbloquear todos os modelos de iPhone da Apple executando o iOS 11.2.6 , que é o último lançamento público do sistema operativo da empresa da maçã. O diretor de marketing da empresa, Jeremy Nazarian, disse recentemente à Forbes que existem boas razões para terem desenvolvido essa capacidade. O executivo leu alguns destes como se estivesse a recitar a lista de pragas bíblicas. Ele listou “homicídios, crimes contra crianças, tráfico de drogas,  ameaças de segurança pública em qualquer comunidade”, como alguns dos benefícios que o público pode ter da capacidade de abrir um iPhone bloqueado.

Cellebrite diz que desbloquear iPhone é para o bem público 1

Nazarian fez questão de explicar que o processo não inclui ouvir as chamadas telefonicas . É necessário obter uma ordem judicial solicitando a informação como prova necessária para ajudar a construir um caso ou completar uma investigação.

Como a Cellebrite desbloqueia o iPhone é desconhecido, é claro. Uma análise feita por Ryan Duff, diretor de soluções cibernéticas da Point3 Security, diz que a empresa descobriu uma falha no iPhone. Encontrado dentro do smartphone desde o iPhone 5 da Apple , este é um chip que é semelhante ao diretor de segurança no iPhone. O chip faz com que os hackers tenham que aguardar mais tempo entre entradas de senha. Uma senha segura é importante para os utilizadores do iPhone.  Duff diz que, a Cellebrite entra modelos de iPhone trancados, em menos de 23 horas descobrindo uma senha de 6 números. Por outro lado, uma senha alfanumérica com letras minúsculas e números demoraria 5 anos e meio para abrir, e uma senha mais forte seria “incomum”.

É extremamente possível que esta teoria não tenha nada a ver com o método usado pela Cellebrite para desbloquear o iPhone. E, embora provavelmente nunca seja público o método usado, a empresa só quer que entendam que o método foi criado em nome da segurança pública.

fonte: Forbes

 

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma 😉

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Partilhar é importante, mostra este artigo aos teus amigos!

Obrigado, ficamos a dever-te uma ;)
close-link