Apple engana italianos e paga € 10 milhões em multas

A empresa está a ser multada por práticas comerciais “agressivas e enganosas” para os seus iPhones. De acordo com um esta informação, os reguladores disseram num comunicado que a gigante com sede em Cupertino tinha como prática anunciar certos aspectos sobre seus iPhones que podem não ser verdade.

A autoridade antitruste da Itália aplicou uma multa de 10 milhões de euros (cerca de 12 milhões de dólares americanos) à Apple no início desta semana. A empresa está a ser multada por práticas comerciais “agressivas e enganosas” para os seus iPhones.

maçã

De acordo com um esta informação, os reguladores disseram num comunicado que a gigante com sede em Cupertino tinha como prática anunciar certos aspectos sobre seus iPhones que podem não ser verdade. O principal escândalo é a alegação de resistência à água que a empresa divulgou. Aparentemente, a alegação de resistência à água só é válida em certos ambientes controlados, isto nunca foi dito ao cliente. Em outras palavras, os cenários do mundo real para a resistência à água contradizem esta "promessa" da Apple, e essa falsa mentira foi rastreada até o iPhone 8

Além disso, o problema também se estende ao serviço de garantia. A Apple acrescentou um diclaimer que afirmava que os seus iPhones não seriam cobertos pela garantia se sofressem danos por líquidos. Isso basicamente enganava os clientes que acreditavam que os seus telefones eram resistentes à água, mas não podiam contar com suporte no caso de o aparelho ficar danificado devido à exposição a líquidos, conforme afirma o órgão antitruste.

Relacionado:  Administração Trump forçou a Apple a revelar secretamente dados de pelo menos dois democratas

maçã

A Apple não quis comentar sobre o assunto até ao momento. Portanto, fiquem atentos para mais informações sobre o assunto estiverem disponíveis, ou quando a empresa finalmente comentar publicamente a pesada multa (trocos) que enfrenta na Itália.

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!