Apple começa a tremer e propõe acordo com programadores de aplicações da App Store

Também poderia reduzir parte da pressão sobre a Apple por parte dos legisladores em relação às exigências da Apple de que os programadores promovam apenas a plataforma de pagamento na aplicação da própria gigante da tecnologia.

A Apple decidiu entrar com um acordo de ação coletiva movido por programadores de aplicações dos EUA, alterando algumas das regras que abrangem quais programadores de aplicações têm permissão para se comunicar com os seus clientes. Também poderia reduzir parte da pressão sobre a Apple por parte dos legisladores em relação às exigências da Apple de que os programadores promovam apenas a plataforma de pagamento na aplicação da própria gigante da tecnologia.

Apple começa a tremer e propõe acordo com programadores de aplicações da App Store 1

A Variety relata que, como parte do acordo, que ainda requer a aprovação do juiz, os programadores poderão promover o uso de plataformas de pagamento de terceiros das quais a Apple não receberá nenhum dinheiro. Esta questão estava no cerne da ação judicial entre a Epic Games da Fortnite e a Apple. A Epic começou a promover o seu próprio serviço de pagamento na aplicação, que reduziu o preço de itens como moeda do jogo em comparação com a App Store e fugia assim à taxa de 30% da receita da Apple.

A Apple agora permitirá que os programadores promovam plataformas de pagamento de terceiros fora da aplicação em questão.

Ao fazê-lo, a Epic violou os termos do seu acordo com a Apple, o que levou esta última a colocar o jogo fora da sua loja de aplicações iOS. Embora a Apple agora permita que os programadores forneçam aos seus assinantes informações sobre como fazer pagamentos fora da App Store, essas mensagens serão proibidas de aparecer dentro da aplicação em questão. A Apple diz que "os programadores podem usar comunicações, como e-mail, para partilhar informações sobre métodos de pagamento fora da sua aplicação iOS."

Apple começa a tremer e propõe acordo com programadores de aplicações da App Store 2

Segundo o acordo, a Apple permitirá que a Epic promova a sua própria plataforma de pagamento fora da aplicação Fortnite. A Apple também referiu que, com o acordo, os resultados de pesquisa da App Store não favorecerão mais certos programadores e aplicações. Embora os algoritmos e protocolos de pesquisa actuais permaneçam os mesmos nos próximos três anos, eventualmente "os resultados da pesquisa continuarão a basear-se em características objetivas como downloads, classificações por estrelas, relevância do texto e sinais de comportamento do utilizador".

No início deste ano, e-mails divulgados durante o processo Epic vs. Apple sugeriram que os resultados da pesquisa da App Store foram manipulados pela Apple para favorecer as suas próprias aplicações. Phil Schiller, o executivo da Apple responsável pela App Store, disse: "Desde o início, a App Store tem sido um milagre económico; é o lugar mais seguro e confiável para os utilizadores obterem aplicações, e uma oportunidade de negócio incrível para os programadores inovarem, prosperarem e crescerem. Gostaríamos de agradecer aos programadores que trabalharam conosco para alcançar esses acordos em apoio aos objetivos da App Store e para o benefício de todos os nossos utilizadores. " O acordo cobre 67.000 programadores que são membros potenciais da classe no processo intitulado "Cameron et al v. Apple". Se o juiz aprovar o acordo, metade dos membros da classe receberá um pagamento de $ 250 da Apple, enquanto 6% dos reclamantes terão direito a receber um cheque de $ 2.000. Um pequeno número de programadores, 1% do total envolvido na ação coletiva, poderia receber até US $ 30.000.

Relacionado:  Apple iPhone 13 regista números impressionantes de pré reservas na china

Nem todos os programadores estão satisfeitos com o acordo

Ainda assim, um grupo de lobby chamado Coalition for App Fairness (CAF), que representa vários programadores de aplicações que são extremamente críticos do chamado "imposto Apple", não está satisfeito com o acordo. O diretor executivo da CAF, Meghan DiMuzio, disse na quinta-feira: "Esta oferta não resolve os problemas estruturais e fundamentais que todos os programadores, grandes e pequenos, enfrentam, minando a inovação e a concorrência no ecossistema de aplicações. permitir que os programadores se comuniquem com os seus clientes sobre preços mais baixos fora das suas apps não é uma concessão e destaca ainda mais o controlo total da Apple sobre o mercado de apps. “Também insatisfeito com o acordo está o programador Match Group, de Dallas. O proprietário de vários aplicações de namoro, como o Tinder e o Match.com, divulgou um comunicado que continua a criticar a Apple. Ele disse: "Esta é uma demonstração crua do seu poder monopolista: fazer mudanças caprichosas destinadas a estimular boas relações públicas para seu benefício, já que a legislação, o escrutínio regulatório e as reclamações dos programadores estão a apertar o cerco. Esperamos que todos vejam isso pelo que realmente é - uma farsa. "

A Apple também colocará US $ 100 milhões num Fundo de Assistência a Pequenos programadores para ajudar a apoiar programadores de aplicações menores. também expandirá o número de faixas de preço disponíveis para programadores de aplicações de menos de 100 para mais de 500.

 

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!