Huawei AppGallery infectou 9 milhões de smartphones com Trojan

É um software chamado Android.Cynos que estava presente em cerca de 190 jogos e aplicações na AppGallery e que infectou meio milhão de dispositivos.

Já surgiram questões de segurança na Play Store e App Store anteriormente, mas os filtros de segurança actuais são cada vez melhores e as ocorrências de vírus parecem ser mais esporádicas do que anteriormente. No entanto, de acordo com um estudo publicado pelos analistas da Doctor Web na passada terça-feira (23), mais de 9 milhões de dispositivos já foram infectados com um malware distribuído através da App Store da Huawei, a AppGallery.

Huawei AppGallery infectou 9 milhões de smartphones com Trojan 1

É um software chamado Android.Cynos.7.origin, que é conhecido por ter infectado aplicações Android desde pelo menos 2014, quando foi detectado por estar a injectar anúncios para monetização. Contudo, existem versões mais perigosas que podem roubar SMS e instalar aplicações adicionais e causar infecções no sistema. Esta informação está incluída na análise do relatório

De acordo com a informação conhecida, 190 jogos na loja comportam este risco de segurança, a maioria deles são dirigidos a jovens e estão em russo ou chinês – mas há também alguns focados no mercado global. Uma lista mais completa de jogos pode ser encontrada no relatório oficial da Doctor Web.

As aplicações solicitam determinadas permissões e podem recolher o número de telemóvel, localização, ID móvel, variáveis de rede móvel, especificações técnicas do dispositivo, e parâmetros de metadados dos utilizadores.

Huawei AppGallery infectou 9 milhões de smartphones com Trojan 2

Imagem do game 快点躲起来, com mais de 2 milhões de instalações no Huawei AppGallery, e que está infectado com um vírus trojan

De acordo com o estudo, as crianças enfrentam um perigo particular nestes jogos; pois são caracterizadas por uma navegação inconsequente e inocente, podem inadvertidamente instalar algumas destas aplicações sem preocupações com a segurança desde que as considerem aliciantes.

Segundo o Doutor Web, já notificaram a Huawei sobre as descobertas, e as aplicações identificadas como perigosas já foram retiradas do site.

Este tipo de ocorrências é normal no Google Play Store e á medida que a AppGallery da Huawei cresce e acumula milhões de utilizadores torna-se um alvo mais apetecível para intervenientes mal intencionados. Confiamos que a Huawei irá tomar medidas para que este tipo de ocorrências seja minizada no futuro.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!
Deixe um comentário