Android Geek
O maior site de Android em Português

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama?

O Z2 foi apresentado, no já distante mês de Maio de 2016, por uma das marcas ligadas à Lenovo, a ZUK, como uma versão mais barata do flagship da marca, o ZUK Z2 Pro. Nessa altura o seu maior trunfo era o facto de possuir um processador topo de gama (o Snapdragon 820) e custar menos de 300$, mas infelizmente vários problemas de software derivados de uma ROM ainda muito “verde” impediram que se tornasse um êxito. Será o ZUK, passado todo este tempo, um smartphone pronto a colher?

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 1

Características

  • 68.9mm x 141.7mm x 8.5mm
  • Ecrã 5” LCD IPS, Full HD, 2.5D
  • 157.78gr (com vidro temperado instalado)
  • Traseira em vidro, moldura metálica
  • Processador Snapdragon 820, Quad-Core a 2.15GHz
  • 4GB RAM + 64GB ROM (não expansível)
  • Câmara principal de 13mpx + câmara frontal de 8mpx
  • Dual nano SIM
  • Bateria 3500 mAh
  • Sensor de impressão digital frontal
  • USB Tipo C
  • Android 7.0 Nougat

 

Hardware

Em termos de design o ZUK apresenta um “look” muito simples: em cima e à esquerda a moldura está “vazia”, deixando os botões On/Off e de volume para o lado esquerdo e a entrada USB Tipo C, coluna e microfone principal e ainda a entrada para o jack 3.5mm para a porção inferior. A traseira em vidro apresenta em baixo o logo da marca e no canto superior esquerdo a câmara, flash e microfone secundário. À frente encontramos o botão multifunções em baixo e a câmara secundária, sensores e coluna em cima.

É bastante agradável ao toque mas infelizmente é ligeiramente mais grosso do que eu esperava. Eu tenho utilizado como proteção um bumper em alumínio que apenas acrescenta uns mm às laterias, mas que em junção à espessura, compromete ligeiramente a utilização com apenas 1 mão (o que não acontece com uma capa standard de TPU/Silicone).

Das suas características a minha preferida é o seu botão central multifunções, que actua como Back, Home, Aplicação Recentes e Leitor de Impressões digitais.

Para desbloquear o smartphone basta encostar o dedo ao sensor, o processo é quase instantâneo e no dia-a-dia funciona quase na perfeição. Infelizmente notei que com o modo de Poupança de Bateria ligado ou no caso de termos o dedo ou o sensor ligeiramente húmidos, a % de reconhecimento desce a pique - é a única grande falha que encontro neste smartphone - mas apesar de tudo é contornável.

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 2

As restantes funções são personalizáveis no menu de opções, mas tenho de frisar que utilizar o “deslizar para a direita” para aceder à aplicação anterior é o melhor sistema que alguma vez utilizei, num smartphone, para este efeito, tendo aumentado exponencialmente a facilidade com que faço multitasking!

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 3

Software

Uma vez que este é o capítulo mais sensível deste smartphone decidi utilizá-lo com a ROM que está mais acessível a todos os possíveis compradores do aparelho, a Chinese Stock ROM, atualmente a correr de forma oficial o Android 7.0 Nougat. Dado que esta Rom apenas tem como línguas disponíveis o Inglês e o Chinês, a maioria das lojas (cof cof Gearbest cof cof) instala uma ROM manhosa com Português, mas que infelizmente tem muitos problemas e que não permite a utilização do smartphone na sua totalidade. Mas não se assustem, o processo de mudança para a ROM que eu utilizei é muito simples. Se seguirem cuidadosamente os tutoriais existentes, em cerca de 15 min têm a ROM mudada, faltando apenas colocar a língua em Inglês (existem vídeos de 30s no Youtube que vos podem guiar) e instalar as aplicações da Google. Para este último passo apenas precisam de abrir a aplicação App Center, pesquisar por Google, e instalar as aplicações da Google que precisam – aconselho as 3 primeiras que vos aparecem – e pronto, têm o telefone pronto a utilizar.

A ROM chinesa é mesmo muito simples, há quem lhe chame inacabada, mas apesar disto não apresenta qualquer bug e tem todas as funções que um utilizador normal precisa no seu dia-a-dia. Se isto não for suficiente – e como estamos no fantástico sistema Android e este smartphone é já bastante famoso – e caso queiram uma ROM mais “completa”, como por exemplo a CyanogenROM (Lineage OS), existem já várias Custom ROMs disponíveis para explorarem à vossa conta e risco.

O ZUI é bastante linear e acessível a qualquer utilizador, com o acréscimo de que o acesso aos “toggles” Wi-FI, Dados e afins se faz arrastando o dedo de baixo para cima na porção inferior do ecrã, não ter uma gaveta de aplicação (como a maioria as UI chinesas) e apresentar todas as aplicações no ecrã principal. A chegada do Android 7.0 Nougat não acrescentou nada de especial, com exceção da capacidade de utilizar “Split-Screen” – que funciona com a maioria das aplicações, mas não com jogos - e de Gravação de Ecrã.

Ao contrário da maioria das marcas chinesas a ZUK não disponibiliza muitos Temas, e portanto, se esta for uma característica importante terão de mudar de Launcher. Para além disto aconselho que façam o download de aplicações de mensagens, calendário e leitor de música uma vez que as pré-instaladas são fraquinhas.

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 4

(Split-Screen)

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 5

(Menu de opções)

 

Conectividade

O desempenho como telefone é o esperado, o 3G e 4G portam-se bem, tal como o GPS, Wi-Fi e qualidade das chamadas. A minha única queixa tem haver com as chamadas em alta voz, aqui o volume máximo e o microfone deixam um bocado a desejar.

 

Bateria

O que o ZUK Z2 faz com 3500mAh é absolutamente extraordinário, antes da chegada do Android Nougat eu conseguia ter, com uma utilização moderada (jogos simples, redes sociais e browsing), dois dias de bateria com 6h de ecrã. Em duas ocasiões consegui mesmo três dias de bateria! Com o update o meu SOT desceu ligeiramente, mas mesmo assim, com uma utilização contida (~4h de ecrã ligado) é possível chegar ao fim do segundo dia de utilização. Mesmo em dias em que abusei do smartphone (com muito tempo de jogos pesados) consegui chegar ao fim do dia com 3-4h de ecrã.

Apesar desta diferença acredito que podemos esperar melhorias com o próximo update, uma vez que na teoria o Android Nougat deveria trazer melhorias a nível de bateria graças a um Doze otimizado. Quando precisarem de o carregar, podem contar com cerca de 1h30 para atingirem os 100%.

 

Câmara

A câmara deste smartphone não é topo de gama mas é perfeitamente satisfatória para um utilizador normal, estando ao nível dos gama-média da Xiaomi (Redmi 3 Pro e afins). A chegada do Android Nougat deu-lhe um interface melhorado e uma qualidade de imagem ligeiramente melhorada.

A aplicação padrão disponibiliza uma série de filtros como “Food” ou “Greyscale”, as habituais HDR ou panorâmica e ainda a possibilidade de filmar a 1080p com ambas as câmaras. O sensor traseiro de 13mpx permite ainda gravar em Time-Lapse ou Câmara Lenta a 120, 240 ou 960fps. Infelizmente em Câmara Lenta a qualidade de imagem desce significativamente.

Podem ver a qualidade da gravação neste link (a partir do minuto 02:17) e várias amostras de fotografias na sua resolução original aqui.

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 6

Performance

A performance deste smartphone é tudo aquilo que se pode esperar de um aparelho com o Snapdragon 820, o que na realidade quer dizer que é tudo aquilo podem desejar num smartphone. Podem jogar qualquer jogo na Play Store sem qualquer problema (e sem dúvida que poderão continuar a fazê-lo nos próximos anos).

Para por o processador à prova fiz uma comparação lado a lado com um Samsung Galaxy S7 Edge: escolhi dois jogos bastante pesados (Asphalt Xtreme e Dead Trigger 2) e cronometrei o tempo entre carregar no ícone e o momento em que comecei efetivamente a jogar (início de uma corrida e início de uma missão, respetivamente). Em ambos os casos o ZUK foi ligeiramente mais lento, por 7s no Dead Trigger 2 e por 21s no Asphalt. Apesar de no segundo caso a diferença já ser considerável, o desempenho “in game” acabou por ser equiparável em termos de fluidez em ambos os jogos. Não esquecendo que estamos a comparar um smartphone de <200€ com um de 800€, cada um poderá tirar as suas conclusões.

Para quem gosta de benchmarks aqui ficam os resultados obtidos no Antutu, GeekBench e 3D Mark.

Análise ZUK Z2 Será apenas um processador topo de gama? 7

Os 4GB de RAM são bem geridos o que permite um multitasking espetacular, se a isto juntarem as funções do botão central, vão conseguir saltar entre aplicações a grande velocidade. Aquele que era apontado como o grande trunfo deste aparelho, o seu processador, não desilude. Se quiserem ver como se porta a correr quatro dos jogos mais pesados que se encontram neste momento na Play Store podem faze-lo aqui, a partir do minuto 07:12.

 

Conclusão

Apesar de tanto o smartphone como o processador aqui presentes (ZUK Z2 e Snapdragon 820) não serem os flagships das respetivas marcas, ambos se portam como tal. Este é o smartphone mais barato do mercado com um processador Snapdragon 820, mas não se deixem enganar pelo baixo preço, estão a adquirir um aparelho robusto e que se porta muito bem em todos os campos.

Tem sido o meu smartphone diário nos últimos 2 meses, e mesmo não sendo eu um utilizador simpático (estou sempre a instalar e desinstalar aplicações) só me lembro de ter achado necessário reiniciá-lo 1 vez, e nem foi por ter bloqueado, foi só porque me pareceu que estava ligeiramente mais lento que o habitual.

No fim de contas, por menos de 200€ conseguem um smartphone compacto, com uma construção de qualidade, bateria para 2 dias, software simples mas estável e uma performance topo de gama. Apenas a câmara está ao nível de um smartphone deste preço, tudo o resto superou as minhas espectativas!

Deixem qualquer dúvida nos comentários em baixo.

Até à minha próxima análise na AndroidGeek ou no meu canal TasaReviews.

Duarte Neves Lima

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais

Gostaram? Podia ter sido melhor?
Partilhem com os vossos amigos e ajudem este projecto em Português.

Obrigado pela visita!
close-link