Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo

Ao baixar o preço para 1099,90€, oferecendo o novo Flip em sete cores e vendendo capas de cores vivas que o fazem parecer um brinquedo, a Samsung criou o Galaxy Z Flip 3 para ser o primeiro telefone dobrável que muitas pessoas vão mesmo considerar comprar. 

Quando a Samsung anunciou o Galaxy Z Flip 3 juntamente com o novo Galaxy Z Fold 3, fiquei algo ansioso por experimentar o novo Flip. O Z Flip original de 2020 foi um dos poucos equipamentos Samsung que não tivemos oportunidade de experimentar. E por muito que goste da primeira edição do telefone dobrável da Samsung, há uma série de coisas que me pareceram estar longe do ideal. A Samsung diz que melhorou e resolveu muitas das deficiências que o Flip original tinha - e a nossa experiência com o Z Flip 3 mostra que é verdade

Aqui está a minha experiência com o Galaxy Z Flip 3

Ao baixar o preço para 1099,90€, oferecendo o novo Flip em sete cores e vendendo capas de cores vivas que o fazem parecer um brinquedo, a Samsung criou o Galaxy Z Flip 3 para ser o primeiro telefone dobrável que muitas pessoas vão mesmo considerar comprar. 

No entanto, para que seja comprado por muitos utilizadores, a Samsung precisa de mostrar as melhorias implementadas no Z Flip 3. Os utilizadores precisam de ver que podem utilizá-lo e depender dele tal como fazem do seu telefone actual - usar o Z Flip 3 não pode comprometer as rotinas, hábitos e necessidades que temos na utilização de um smartphone.

Design

  • Dimensões: 166 x 72,2 x 6,9 mm (aberto), 86,4 x 72,2 x 17,1 ~ 15,9 mm (fechado)
  • Peso: 183 gramas

A Samsung fez uma série de melhorias no corpo, dobradiça e ecrã do Galaxy Z Flip 3. O corpo e a nova dobradiça são feitos do novo material Armor Aluminum da Samsung, que é menos suscetível de ser danificado ou riscado, Armor Aluminum – o alumínio mais forte alguma vez utilizado num smartphone e que é reforçado com outros metais, de forma semelhante à utilização de vigas de metal para reforçar o betão para construção. É claramente evidente ao manusear o equipamento a solidez e força extra que a Armor Aluminum acrescenta ao telefone. Faz com que todo o dispositivo pareça uma única peça - enquanto que com o Flip original, eram facilmente percetíveis as partes que constituíam o dispositivo. Com o Z Flip 3 a sensação que temos é que temos um telefone normal que por acaso se dobra ao meio.

O Z Flip 3 tem aproximadamente o mesmo tamanho e peso que o Z Flip 5G, cabe perfeitamente na minha mão. Estou a usá-lo como se fosse qualquer outro telefone e os resultados têm sido excelentes. No conjunto, as pequenas alterações implementadas pela Samsung fazem com que o Z Flip 3 se apresente como um produto final bem conseguido e ao nível da etiqueta de preço.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 1

São evidentes as melhorias que a Samsung fez nesta versão do dispositivo. Vou começar por reforçar que é incrivelmente bem feito com um acabamento fosco na parte externa do telefone, uma faixa brilhante para o ecrã externo que também abriga as duas câmaras traseiras e uma dobradiça excelente ao longo da lombada com a marca Samsung gravada na dobradiça.

Este Samsung tem um botão lateral quase perfeito que funciona como um botão de ligar/desligar e um sensor capacitivo de impressões digitais. As colunas Dolby Stereo têm um excelente som enquanto ouvimos áudio ou vemos filmes.

A configuração de duas câmaras na traseira é bastante comum e não tem o estilo que vimos na linha S21. O ecrã da frente está ao lado das câmaras.

Ecrã

  • Ecrã Principal: 6.7” Dynamic AMOLED [email protected]
  • Ecrã Secundário: 1.9” Super AMOLED (260×512) 302ppi

Talvez a maior área de melhoria no Flip original fosse o seu pequeno ecrã externo quase inútil. Era bom para ver o tempo ou a percentagem da bateria. Mas de resto não servia para nada. Só conseguia mostrar a primeira parte das mensagens. Assim, se um amigo vos enviasse uma mensagem, que leriam como "Golo de Portugal", podia ser na verdade" Golo de Portugal anulado por fora de jogo". Enfim, não é bem a mesma coisa.

Felizmente, o Z Flip 3 tem um ecrã que é quatro vezes maior que o original e pode exibir até quatro linhas de texto de cada vez. É possível também percorrer as notificações. A Samsung até adicionou widgets para o tempo, alarmes, um temporizador, controlos de música, a contagem diária de passos e a agenda.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 2

O ecrã exterior do Z Flip 3 está mais próximo do que consideramos útil, mas ainda é limitado. Por exemplo, posso ver notificações inteiras mas preciso de abrir o Z Flip 3 para interagir ou responder.

Quando se toca duas vezes no ecrã exterior , o ecrã acende e podem ver as horas e percorrer as últimas notificações sem ter que abrir o vosso Z Flip 3.

Temos um ecrã principal de 6,7 polegadas com resolução de 2640 x 1080 pixels e uma taxa de atualização variável de 120Hz. Este é um painel Super AMOLED com molduras finas. O ecrã tem proteção Corning Gorilla Glass Victus.‎

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 3

O ecrã secundário tem 1,9 polegadas em comparação com o anterior ecrã de 1,1 polegada no Galaxy Z Flip 2. O display secundário tem uma resolução de 512 x 260 pixels. O ecrã é muito útil para uma rápida vista de olhos nas notificações e para controlar a música e atender ou rejeitar chamadas.‎

Quando desdobramos o Galaxy Z Flip 3 vemos o excelente ecrã Super AMOLED de 6,7 polegadas. A resolução de 2640 x 1080 combinada com a taxa de atualização de 120Hz, foi feita para uma experiência de visualização verdadeiramente impressionante. A rolagem é suave como seda com o Flip 3, mostrando do que é capaz a Samsung Display.

Quando fechado, o ecrã táctil de 1,9 polegadas permite controlar a música, ver o tempo, e até tirar selfies. Basta premir duas vezes o botão de ligar/desligar para lançar a câmara e já está. Isto é uma enorme melhoria em relação ao pequeno ecrã exterior do Flip original, tornando o Flip 3 mais utilizável quando está fechado (e poupando assim, teoricamente, a vida útil da bateria).

Em comparação com o Flip original, adorei imediatamente o ecrã externo do Flip 3. É incrivelmente versátil e útil, permitindo interagir com muitas das principais funções do telefone sem abrir o dispositivo. De longe, é a minha característica preferida do Flip 3.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 4

No entanto, uma coisa que se mantem do Flip original é o vinco que atravessa o meio do ecrã interno. Ainda é bastante perceptível quando se faz scroll, mesmo que não seja sempre visível. A distorção da imagem é especialmente visível à luz solar directa ou em aplicações que utilizam o modo claro. O vinco visível não é, de forma alguma, um problema, mas se estão à espera de algo mais subtil desta vez, vão ficar desapontados.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 5

Os ecrãs interiores do Galaxy Z Flip 3 reproduziram 102% do sRGB e 76,4% das gamuts coloridas do DCI-P3. Na realidade, isso é menos saturado do que a reprodução de 115,6% sRGB do iPhone 12 Pro. Contudo, o Galaxy Z Flip 3 tem pior precisão de cor com uma pontuação Delta-E de 0,32 (0 é perfeito neste teste).

 

Hardware

Ao contrário do seu predecessor, o Galaxy Z Flip 3 desta vez vem com um processador actual e poderoso, o Snapdragon 888. Com isto, torna-se um concorrente sério na gama de aparelhos de alta qualidade.

Além disso, tem 8GB de RAM, mantendo as especificações competitivas com 128GB de armazenamento interno.

Um dos principais pontos do dispositivo, no entanto, é o ecrã flexível. Ele vem com um tamanho maior de 6,7 polegadas com uma resolução Full HD+ de 2640 x 1080 pixels. A relação de aspecto é de 22:9 e tem uma taxa de actualização de 120Hz, o dobro da taxa de actualização de 60Hz da geração anterior.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 6

É também mais resistente, uma vez que agora tem vidro ultra-fino (UTG) que é mais forte e uma película que protege 80% mais. E graças ao feedback dos utilizadores, a Samsung também aumentou o tamanho do ecrã externo, que é agora de 1,9 polegadas e é um painel de 300 x 112 Super AMOLED. Para além de ser quatro vezes maior e mais confortável de interagir, o novo ecrã externo também tem acesso rápido a configurações, Samsung Pay, Widgets e função Selfie. Também se pode colocar um tema que será sincronizado com a face do do novo Galaxy Watch 4.

Mais resistência e certificação IPX8

A Samsung diz que o Z Flip 3 está mais forte e melhor construído.  corpo apresenta a estrutura Armor Aluminum, que é 10% mais forte do que a versão tradicional em alumínio.

Galaxy Z Flip 3

Para as câmaras e o ecrã externo, o smartphone dobrável é protegido pelo Gorilla Glass DX, que é mais usado para dispositivos wearable.

Além disso, o Galaxy Z Flip 3 também vem com a certificação IPX8 que o torna, juntamente com o Galaxy Z Fold 3, o primeiro smartphone dobrável do mundo a ser resistente à água.

Para alcançar esta façanha, a empresa teve de reduzir consideravelmente as aberturas durante a construção, bem como utilizar materiais anti-corrosão e aplicar uma vedação de borracha nas dobradiças e à volta dos ecrãs.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 7

No entanto, embora seja resistente à água, ainda não é resistente ao pó, uma vez que a empresa ainda não encontrou uma solução para impedir a entrada de pó e detritos no corpo do smartphone.

Software

O Samsung Galaxy Z Flip 3 5G foi lançado com Android 11 e Samsung One UI 3.1.1. A atualização de segurança mensal do Android de 1 de julho de 2020 é a que está presente na nossa unidade de análise.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 8

O software no Z Flip 3 parece ser semelhante ao que vemos na série S21 com uma experiência padrão do Samsung Android.  A câmara tem algumas funções exclusivas do Modo Flex, mas também é muito útil em tarefas como videoconferências com Google Duo ou Teams.

A largura do Z Flip 3 é confortável na mão e é um dos telefones mais estreitos que uso desde há algum tempo. Achei que isso poderia afetar a minha produtividade ao usá-lo, mas até  mesmo assistir a um filme em modo paisagem é uma ótima experiência. 

O sistema operativo é o Android 11, funciona sob o novo One UI 3.1.1. A versão actualizada da interface da Samsung traz apenas alguns ajustes em comparação com a One UI 3.1, apresentando melhorias nos menus e animações, melhorias nas funcionalidades de ecrã dividido e Labs, o que força aplicações incompatíveis a serem abertas no modo semi-aberto do Galaxy Z Flip 3.

Relacionado:  Google Pixel 6 e Pixel 6 Pro deverão ser oficiais no dia 13 de setembro

O Galaxy Z Flip 3 vem com o Android 11 e One UI 3.1. 1 , com uma actualização do Android 12 no horizonte. Tal como com outros telefones Samsung, pode contar com três anos de actualizações de plataforma e quatro anos de patches de segurança no Flip 3. A política de actualizações da Samsung abriu o caminho para um melhor suoorte aos telefones Android.

A One UI 3.1, é uma excelente interpretação do Android. Há uma tonelada de características e design da Samsung para ajudar o One UI a destacar-se. Na verdade, é provavelmente a experiência Android de eleição para muitos, muitos utilizadores.

Mas a estrela do espectáculo não é a IU em si, mas os aperfeiçoamentos de software que a Samsung aplicou para fazer com que o Galaxy Z Flip 3 ficasse ainda mais útil. O ponto chave é o modo Flex, que reforça significativamente a experiência do utilizador nas aplicações onde é suportado.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 9

O modo Flex permite dividir os elementos da IU entre os dois ecrãs. Um dos melhores exemplos para experimentar isto é na aplicação Camera, onde podem ter o visor no ecrã superior e os controlos do obturador no ecrã abaixo. Da mesma forma, podem fazer videochamadas com o telefone dobrado num ângulo e pousado sobre uma mesa - o que deverá ajudar em longas conversas de vídeo.

Uma queixa com o modo Flex no Galaxy Z Flip é que não há assim tantas aplicações que tirem partido dele. O YouTube foi uma excepção, permitindo ver o vídeo no ecrã superior e percorrer os comentários no ecrã inferior. Contudo, a Samsung disse que,  haverá muito mais aplicações suportadas. Isso é bom, porque o modo Flex é um dos principais pontos de venda de um telefone Galaxy dobrável.

Do lado negativo, não temos suporte ao Samsung DeX no Galaxy Z Flip 3. O que é francamente uma desilusão l.

Performance

Com um Snapdragon 888 e 8GB de RAM, o Galaxy Z Flip 3 é uma besta. Não se engasgou uma única vez ao abusar das aplicações no modo Flex. Em resumo, o Flip 3 é tão poderoso como qualquer outro dispositivo Snapdragon 888.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 10Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 11 Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 12

 

Jogos intensivos como Call Of Duty Mobile e Asphalt 9 correm lindamente no Flip 3. Nunca notei qualquer queda de fps. Jogos que suportam taxas de actualização mais elevadas, como, também correm maravilhosamente neste telefone. Claro que a duração da bateria é o único obstáculo, ao qual chegarei dentro de uns parágrafos.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 13

No Geekbench 5, o Galaxy Z Flip 3 pontuou um impressionante 2,984 em multinúcleos. O Geekbench não é necessariamente 100% indicativo de desempenho no mundo real, mas dá uma ideia do que um sistema em chip como o Snapdragon 888 é capaz de fazer.

No benchmark gráfico 3DMark Wild Life Unlimited, o Flip 3 conseguiu uma média de fps de 27,3.

Finalmente, no teste de vídeo Adobe Premiere Rush - onde o telefone deve transcodificar um vídeo de 4K para 1080p - o Galaxy Z Flip 3 realizou o teste em 53 segundos. Isso é bastante bom, mas não é o melhor que vão encontrar no mercado.

Câmaras

  • Câmera traseira: 12 MP (Principal, f/1.8) + 12 MP (Ultrawide, f/2.2, 123º)
  • Câmera frontal: 10 MP (f/2.4)

Galaxy Z Flip 3

Quanto às câmaras, a Galaxy Z Flip 3 não inova muito e mantém quase as mesmas especificações em comparação com o Galaxy Z Flip anterior. A câmara frontal é de 10MP e tem uma abertura de f/2.4. Na parte de trás, tem duas lentes. Uma com um sensor principal de 12MP e abertura f/1.8 e a outra sendo um ultrawide também com abertura de 12MP e f/2.2, para além do campo de visão de 123 graus.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 14

As imagens só melhoram graças ao processador que é mais potente. Hoje, é preciso pagar um pouco mais para ter as melhores câmaras da Apple e da Samsung. O Galaxy S21 Ultra custa 1300€. O Galaxy Z Flip 3 não tem as melhores máquinas fotográficas da Samsung.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 15 Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 16 Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 17 Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 18 Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 19 Estas são câmaras que encontramos num telefone de 800€, o que, para a maioria das pessoas, será mais do que bom. E isso não é necessariamente uma coisa má. A razão pela qual o Z Flip 3 custa tanto, é porque se dobra ao meio.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 20

Estou a salientar tudo isto porque o Galaxy Z Flip 3 é um dos telefones mais divertidos para tirar fotografias e filmar vídeo, mesmo sem ter a melhor câmara telefónica possível. A sua forma e tamanho significam que se pode colocá-lo em praticamente qualquer lugar para obter uma imagem única.

Análise Samsung Galaxy Z Flip 3: Ecrã que dobra a um preço justo 21

O Z Flip 3 é o seu próprio tripé. Dei por mim a querer tirar mais fotos e vídeos só por causa da sua flexibilidade.

Ao entrar no meu sexto dia de testes ao telefone, começo a apreciar as coisas únicas que o Z Flip 3 pode fazer.

A Samsung importou novos modos de câmara da Galaxy S21 e S21 Ultra como a Directors View, que dá uma pré-visualização ao vivo das três câmaras, e Single Take, que capta uma série de fotografias e vídeos do assunto, conforme determinado pela IA. Eu diria que ambas se adequam ao novo Z Flip 5G ainda melhor do que a série S21.

Quanto à qualidade de imagem, em fotos de iluminação adequada, parecem boas. A câmara de ângulo ultra wide é viciante de usar. Em condições de luz média e baixa, como numa sala de estar pouco iluminada, as fotografias têm um aspecto algo granulado. O telefone usa uma velocidade de obturação longa para compensar a menor luz, que se o seu sujeito for uma pessoa e se mover mesmo um pouco, vai ficar esbatido.

O modo nocturno é impressionante. Eu diria que os resultados são muito aproximados ao Galaxy S21. No total, as câmaras Flip e a sua forma dobrável representam um paradoxo. Por um lado, é possível tirar fotografias e vídeos em praticamente qualquer lugar, usando a metade inferior como base e dobrando a metade superior em vários ângulos. Por outro lado, não se obtém a melhor qualidade de imagem absoluta ou coisas como as maravilhosas câmaras telefoto da Samsung encontradas no S21 e no S21 Ultra.

Bateria

Uma característica que não foi actualizada foi a dupla bateria Z Flip 3 de 3.300 mAh. Mas em dias de uso médio a pesado, como a utilização do ecrã definido para a taxa de actualização adaptativa de 120Hz e o brilho a 80%, consegui cerca de 11 horas.

E isto com a bateria totalmente carregada. Estou a fazer uma média de três horas de tempo de ecrã. Num dia em que só estive ligado à rede móvel , o tempo de ecrã era de 3 horas e 44 minutos.

Em comparação com outros telefones, isto não é óptimo. Mas é uma das inevitabilidades de possuir um telefone pequeno. Felizmente, o Z Flip 3 suporta carregamento rápido de 15 watts, bem como carregamento sem fios e carregamento sem fios invertido.

Conclusão

O Galaxy Z Flip 3 aborda muitas das áreas de melhoria do Galaxy Z Flip original. Não só isso, mas o novo telefone é ainda mais barato do que a opção 5G lançada pela Samsung em 2020 (o preço inicial de 1099€ é muito atractivo para aqueles que possam ter estado a pensar em dobráveis.

Dito isto, pode obter uma Galaxy S21 Plus por 840€, que tem uma lente teleobjectiva e uma melhor duração da bateria. Além disso, o Galaxy S21 é de apenas 740€ e tem também uma lente teleobjectiva. E o Galaxy S21 FE está provavelmente a chegar em breve, com uma etiqueta de preço provavelmente ainda mais baixa. Por outras palavras, o Flip 3 tem muita concorrência e não consegue oferecer tudo o que os seus rivais conseguem.

Mas o Galaxy Z Flip 3 destina-se a fazer avançar a indústria, oferecendo algo de novo e diferente das placas de vidro e metal a que estamos tão habituados hoje em dia. No entanto, a vida útil decepcionante da bateria do Flip 3 dá-nos o que pensar, tornando difícil recomendar este telefone para utilização intensiva. Se decidirem comprar um Galaxy Z Flip 3, vão querer ter convosco um carregador (que não vem na caixa) ou um PowerBank.

O Z Flip 3 vem numa pequena caixa com o mínimo de conteúdo. Não há carregador na caixa, apenas um cabo de carregamento USB-C e o dispositivo.

Especificações do Samsung Galaxy Z Flip 3

  • Processador: Qualcomm Snapdragon 888
  • Display principal: 6,7 polegadas, resolução de 2640 x 1080 pixels, Dynamic AMOLED Infinity Flex com taxa de atualização adaptativa de 120 Hz
  • Expositor de capa: 1,9 polegadas, resolução de 260 x512 pixels, Super AMOLED
  • sistema operativo: Android 11
  • RAM: 8GB LPDDR5
  • Armazenar: 128 GB de armazenamento interno (256 GB disponíveis) UFS3.1
  • câmaras: câmara grande angular 12MP f / 1.8 e câmara ultra-wide 12MP f / 2.2. câmara de tampa de 10MP f / 2.2. câmara selfie de 10 MP.
  • Conectividade: 802.11 b / g / n / ac / ax WiFi, Bluetooth 5.1, GPS / Galileo / GLONASS / Beidou, NFC, UWB
  • Sensores: acelerómetro, Barómetro, sensor de impressão digital, giroscópio, sensor geomagnético, sensor Hall, sensor de proximidade, sensor de luz
  • Resistência à água: Classificação IPX8
  • Bateria: 3300 mAh não removível com carregamento sem fio rápido. PowerShare sem fio também está disponível.
  • Dimensões (dobrado): 86,4 x 72,2 x 17,1 mm e 183 gramas
  • Dimensões (aberto): 166,0 x 72,2 x 6,9 mm
  • Cores: Creme, Verde, Lavanda, Preto Fantasma, Cinza, Branco, Rosa

Preço e disponibilidade

Preços e Disponibilidade
O Galaxy Z Flip 3 encontra-se disponível pelo preço Galaxy Z Flip3 por 1099,90€.

Os Galaxy Z Fold3 e Z Flip3 estarão disponíveis para pré-compra a partir de 11 de agosto e serão lançados oficialmente a 27 de agosto, começando por estar disponíveis em mercados selecionados, incluindo EUA, Europa e Coreia. Se os utilizadores fizerem a pré-compra do Z Fold3 ou Z Flip3, receberão um ano de proteção da Samsung Care+, o serviço de apoio premium. O telefone estará coberto de danos acidentais, incluindo substituição do ecrã, danos por água e substituição da tampa traseira.

77%
Awesome
  • Design
  • Ecrâ(s)
  • Software
  • Bateria
  • Performance
  • Câmaras
Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!