Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo

Análise do Huawei P60 Pro – Qual é a diferença entre o P60 Pro e o P50 Pro? Quanto ao design, o novo Huawei P60 Pro tem uma estética mais refinada e melhorias em toda a linha em comparação com o seu antecessor, o P50 Pro.

Ainda há uma carta na manga nesta primeira metade de 2023 para a Huawei e a sua mais recente linha de flagships. A série P60, estreou-se na China há algumas semanas, com um lançamento global agora. Conseguimos colocar as mãos numa unidade de análise do mais recente flagship da Huawei e testá-lo ao máximo – aqui está a nossa análise do Huawei P60 Pro, onde vemos se o mais recente flagship é capaz de cumprir as expectativas.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 1

Análise Huawei P60 Pro – Qual é a diferença entre o P60 Pro e o P50 Pro?

Quanto ao design, o novo Huawei P60 Pro tem uma estética mais refinada e melhorias em toda a linha em comparação com o seu antecessor, o P50 Pro. É ligeiramente maior e mais largo para acomodar um ecrã LTPO OLED maior de 6,67 polegadas, mas surpreendentemente, tem uma espessura de 8,3 mm mais magra e pesa 5g a mais, com 200g. Não é apenas um upgrade de tamanho, uma vez que o ecrã é de maior qualidade, graças ao ecrã OLED LTPO, que é protegido pela própria Glass Kunlun da Huawei, resistente a quedas e riscos.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 2

A traseira do P60 Pro também foi redesenhada com um novo acabamento em Rococo Pearl, que entraremos em mais detalhes em breve, e um design de câmara bastante invulgar que se assemelha a um coala, eu não vejo assim tantas semelhanças mas um amigo meu chinês chamou à atenção para este pormenor e tem a sua razão.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 3

No interior, o telefone tem as atualizações obrigatórias do processador e consegue até ter uma bateria ligeiramente maior e um carregamento mais rápido. Também suporta mensagens de satélite, mas esta funcionalidade ainda não está disponível na Europa na altura em que escrevemos.

Análise do Huawei P60 Pro – Construção e Design

A nossa amostra de análise do Huawei P60 Pro veio com uma capa de TPU suave, um carregador rápido de 88W SuperCharge, um cabo USB-C, um pino de ejeção SIM, bem como a documentação de garantia habitual. Num mundo onde os carregadores e capas incluídos são raros, é sem dúvida um bónus bem-vindo.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 4

A Huawei também já aplicou um protetor de ecrã no display do P60 Pro, embora seja um pouco overkill, uma vez que o display é protegido pelo próprio Glass Kunlun da Huawei, que já vimos suportar impactos em cimento sólido quando foi lançado no ano passado, com o Mate50 Pro.

A placa traseira da nossa amostra de análise do Huawei P60 Pro em Rococo Pearl parece ter sido cortada de uma única placa de pérola e tem um aspeto distinto e lustroso.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 5

Embora uma série de concorrentes com esquemas de cores exuberantes estejam a aparecer no mercado, o P60 Pro em Rococo Pearl é sem dúvida o design mais premium de todos, uma vez que a natureza única da sua fabricação significa que nenhum dos telefones é igual, com cada um a apresentar um padrão único de estrias e redemoinhos na sua parte traseira, que imita a natureza.

A carcaça da câmara para a configuração de câmara tripla traseira inclui a câmara principal ajustável de 48 MP e as câmaras secundárias de ângulo ultra amplo de 13MP e telefoto de 48MP. Para além do seu aspeto luxuoso, o acabamento em Rococo Pearl também protege eficazmente as impressões digitais e é atualmente a única cor deste tipo disponível no mercado.

A base do telefone possui uma porta USB-C 3.1 para carregamento, uma grelha para um dos dois altifalantes que formam um par estéreo, bem como um slot para dois cartões SIM nano.

Análise do Huawei P60 Pro – Especificações e Desempenho

No interior, o Huawei P60 Pro tem uma mistura de hardware algo incomum devido às circunstâncias em torno da marca. O telefone é construído em torno de um processador Snapdragon 8+ Gen 1 com um modem 4G a correr o firmware EMUI 13.1 emparelhado com 8GB de RAM e 256GB de armazenamento não expansível.

Os telefones flagship para 2023 usam predominantemente um processador Snapdragon 8 Gen 2, o que significa que o chipset utilizado no P60 Pro está um pouco desatualizado. Uma comparação lado a lado entre o antigo Snapdragon 8+ Gen 1 e o Snapdragon 8 Gen 2 revela uma ligeira diferença de desempenho, com este último a ganhar nos benchmarks, embora isso não seja visível no desempenho diário.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 6

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 7

Em termos de hardware, a nossa amostra de análise do Huawei P60 Pro em Rococo Pearl veio com as seguintes especificações que podem esperar que esteja à venda em Portugal. Atualmente, está apenas disponível para venda uma configuração de armazenamento de 256GB e 8GB de RAM, com duas opções de cores, incluindo o acabamento perola acima mencionado e uma tonalidade de preto, embora exista uma variante de 12GB de RAM / 512GB em determinadas regiões.

  • Preço: 1499€
  • Ecrã: OLED LTPO Quad-Curved de 6,67 polegadas, 2.700 x 1.220 pixels, taxa de atualização de 120Hz, 1.440 PWM de alta frequência de dimming, taxa de amostragem de toque de 300Hz
  • Processador: Snapdragon 8+ Gen1
  • Memória: 8GB de RAM/256GB de armazenamento
  • SO: EMUI 13.1 com a Huawei AppGallery
  • Câmaras: câmara principal de 48MP com abertura variável F/1.4-F/4.0 + OIS + 13MP de ângulo ultra-amplo com abertura F/2.2 + câmara teleobjetiva de 48MP com abertura F/1.2 com
  • zoom óptico 3,5x + OIS [traseiras] / 13MP F/2,4 [frontal]
  • Bateria: 4.815mAh / Carregamento rápido Supercharge de 88W, carregamento sem fios de 50W
  • Dimensões/peso: 161 x 74,5 x 8,3 mm / 200 g

O hardware oferecido na nossa amostra de análise do Huawei P60 Pro é formidável, embora fique aquém em comparação com os mais recentes processadores Snapdragon 8 Gen 2 em benchmarks.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 8

Embora alguns telefones flagship tenham mais RAM e outros tenham a adição de RAM virtual atribuída ao armazenamento interno, o P60 Pro tem 8GB de RAM e prescinde da RAM virtual para uma gestão agressivamente eficiente de aplicações e bateria através do seu firmware EMUI. Quando submetido a benchmarks, a nossa unidade de análise do Huawei P60 Pro obteve as seguintes pontuações:

  • 3D Mark Wild Life: máximo
  • 3D Mark Wild Life Unlimited: 11.040
  • 3D Mark Wild Life Extreme: 2.767
  • 3D Mark Wild Life Extreme Unlimited: 2.759
  • Geekbench 6 Single core: 1.444
  • Geekbench 6 Multi core: 3.836
  • Geekbench 6 OpenCL: 5040
  • Geekbench 6 Vulkan: 6.386
  • PC Mark Work 3.0: 11.620
  • PC Mark Battery Life: 16 horas e 13 minutos

Comparando com outros telefones contemporâneos que usam um processador semelhante, o P60 Pro sai vencedor, embora compreensivelmente fique um passo atrás nos benchmarks comparado com aqueles que usam os mais recentes chipsets Snapdragon 8 Gen 2.

Em termos práticos, é capaz de executar sem problemas jogos a 60fps o que é um bom indicador do seu poder.

Vai gostar de saber:  Washington intensifica restrições à Huawei com mais 8 revogações

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 9

Outra questão predominante é que o telefone, assim como seu predecessor, não tem conectividade 5G e é limitado ao 4G LTE.

O ecrã OLED LTPO não decepcionou, com excelente nitidez, ótima reprodução de cores e clareza sob condições de luz do dia. Embora a Huawei não tenha especificado oficialmente o brilho máximo do ecrã em Nits, é mais do que suficiente para leitura mesmo sob o sol que se fez sentir nos últimos dias..

À noite, o ecrã era suficientemente confortável para leitura sem luz noturna. Os altifalantes estéreo ao lado do ecrã ofereciam um áudio claro mesmo no volume máximo sem distorção, mantendo bons detalhes.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 10

Em termos de vida útil da bateria, o Huawei P60 Pro está entre os melhores nos testes, com 16 horas e 13 minutos no teste de bateria do PCMark e facilmente dois dias de uso com uma combinação de dados e WiFi 6, além do uso regular de redes sociais, emails, chamadas de voz de vários minutos de redes sociais.

A carga com o carregador e cabo fornecidos é rápida, com 50% de carga em 10 minutos e carga completa em menos de uma hora, embora isso dependa do utilizador ter o carregador e cabo consigo.

Análise do Huawei P60 Pro – Câmaras

O Huawei P60 Pro possui um layout de câmara renovado em comparação com seu predecessor, denominado sistema de câmara XMAGE, com uma grande câmara primária de 48MP no centro que possui um mecanismo de abertura variável real com dez etapas que podem ir de F/1.4 até F/4.0, enquanto integra estabilização óptica de imagem para fotos mais estáveis, além de um sensor RYYB que já foi utilizado na série P30 anterior e, que tem melhor sensibilidade em ambientes com pouca luz do que muitos outros sensores.

A Câmara Principal de Ultra Iluminação do Huawei P60 Pro apresenta a abertura física F1.4 mais ampla da indústria. Além disso, introduz o Grupo de Lentes de Alta Transmissão, o qual melhora significativamente a taxa de luz que passa pela lente. Ao mesmo tempo, a câmara conta com um sensor RYYB SuperSensing melhorado. Estas capacidades de hardware e software combinadas permitem capturar o momento tal como é visto na vida real.

Análise Huawei P60 Pro. Está quase tudo certo 11

Ao lado desta câmara primária está uma câmara teleobjetiva de 48MP que também possui OIS como a câmara principal e zoom ótico de 3,5x e zoom híbrido de 10x. Em combinação, a câmara é capaz de tirar fotos pixeladas de 12MP com zoom de até 100x e capturar vídeo de até 4K@60fps. A câmara selfie frontal de 13MP também é capaz de capturar imagens semelhantes em vídeo 4K@60fps.

Além do hardware, a Huawei também refinou sua fotografia computacional e criou seu próprio sistema de imagem XD Fusion Pro depois de se separar da Leica. Isto resultou numa grande quantidade de fotos incriveís que vimos divulgadas no seu concurso de fotografia Next Image para criar e oferecer imagens esteticamente atraentes em vários assuntos e configurações de luz.

Melhorias imediatas incluem melhores vídeos em condições de pouca luz e fotos em conjunto com o sensor RYYB e abertura variável. A Huawei melhorou ainda mais sua estabilização e algoritmos para fotos com zoom mais estáveis a 100x, em paridade com os principais modelos de outras marcas no mercado.

Outra melhoria no motor XD Fusion Pro é a inclusão de um “motor de textura” que ajuda a manter e, em última análise, recuperar detalhes perdidos em imagens, especialmente quando ampliados em detalhes como padrões de folhas e linhas finas em grãos de madeira.

O Huawei P60 Pro é capaz de capturar facilmente vídeo 4K a 60fps em ambas as suas configurações de câmara frontal e traseira, embora não seja estabilizado, enquanto reduzir para 1080p a 60fps permite que a OIS atue para vídeo sem abalo. Com uma mão firme, o vídeo 4K oferece excelente reprodução de cor e detalhes nítidos, embora seu uso em movimento exija um gimbal. Felizmente, o vídeo 1080p provou ser suave o suficiente para que não seja necessário.

Onde ele ganha vantagem decisiva é no seu sistema de abertura variável que permite a um criador de conteúdo competente criar bokeh ainda mais autênticos em vez dos métodos artificiais que usam segmentação de imagem para imitar o efeito. Aos dias de hoje, o P60 Pro é um dos poucos smartphones que possui um sistema de abertura físico variável.

No geral, a série de câmaras sólida e o sistema de abertura variável do P60 Pro atingem todo seu potencial nas mãos de quem percebe de fotografia, mas mesmo no modo automático, é facilmente capaz de cobrir quase todas as situações de foto e vídeo exigidas pelos utilizadores em geral.

Devem comprar o Huawei P60 Pro?

O Huawei P60 Pro tem um conjunto de forças únicas que o diferenciam dos demais. Sua cor Rococo Pearl é, possivelmente, o acabamento mais premium disponível no mercado e seu sistema de câmara tripla Xmage na traseira pode competir de igual para igual com outros dispositivos de topo.

A inclusão de um sistema de abertura variável real nas suas câmaras traseiras num fator de forma tão compacto é uma vantagem adicional, especialmente para criadores de conteúdo. Também apresenta uma excelente vida útil da bateria e um excelente ecrã. Por fim não posso deixar de mencionar que pela sua ausência de serviços Google e capacidades de conectividade limitadas a 4G o Huawei P60 Pro é um bom telefone mas deve ser a vossa escolha apenas se a cãmara de abertura variável for algo que consideram indispensável.

84%
Está quase tudo certo

Análise Huawei P60 Pro

Em suma, o Huawei P60 Pro é um smartphone com uma série de recursos que o distinguem dos demais. A sua cor Rococo Pearl é extravagante e de alta qualidade. O seu sistema de câmara triplo Xmage é impressionante, proporcionando uma concorrência forte com os outros dispositivos de topo no mercado. A inclusão de um sistema de abertura variável real nas suas câmaras traseiras num fator de forma tão compacto é realmente uma adição valiosa, especialmente para os criadores de conteúdo. Além disso, o seu ecrã é extremamente satisfatório e a vida útil da bateria é excelente, permitindo um uso prolongado sem necessidade de recarregar constantemente.

  • Design
  • Ecrã
  • Câmaras
  • Autonomia
  • Software

No entanto, é importante mencionar que como resultado da ausência de serviços Google e limitações de conectividade 4G, é uma escolha adequada apenas para aqueles que consideram o sistema de abertura variável das câmaras como um recurso de extrema importância para as suas necessidades diárias. Em resumo, o Huawei P60 Pro é um smartphone que definitivamente merece atenção e consideração daqueles que valorizam a qualidade, a inovação e o desempenho nos seus dispositivo móvel.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!