Análise Huawei Band 9 – Melhor que nunca!

A Huawei Band 9 é a mais recente iteração da pulseira desportiva da empresa chinesa, apresentando um dispositivo bastante atraente em termos de design e funcionalidades, e acima de tudo, em termos de preço. Com concorrentes como Fitbit ou Xiaomi, será que vale a pena considerar? Vamos descobrir nesta análise:

Huawei Band 9 – Demostra que nem todos necessitam de um Smartwatch!

Introdução

As smartbands são consideradas a porta de entrada para os medidores de atividade física, e são provavelmente um dos wearables mais interessantes, graças ao seu preço relativamente baixo e à quantidade de funcionalidades que oferecem.

A Huawei Band 9 é a mais recente iteração da pulseira desportiva da empresa chinesa, apresentando um dispositivo bastante atraente em termos de design e funcionalidades, e acima de tudo, em termos de preço. Com concorrentes como Fitbit ou Xiaomi, será que vale a pena considerar? Vamos descobrir nesta análise.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 1

Unboxing

Na caixa da Huawei Band 9, encontra-se o seguinte conteúdo:

  • Huawei Band 9: A própria smartband, que vem já equipada com uma correia.
  • Cabo de Carregamento: Um cabo USB-A com um conector específico de dois pinos para carregar a smartband.
  • Manual de Instruções: Um manual que fornece informações sobre como configurar e utilizar a Huawei Band 9, disponível em várias línguas.
  • Cartão de Garantia: Informações sobre a garantia do produto.
  • Guia Rápido. Um guia com instruções rápidas de configuração e uso inicial.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 2

Este conjunto básico inclui tudo o que é necessário para começar a usar a Huawei Band 9 imediatamente após a compra.

Design e Ecrã

Sendo um medidor de atividade física, é de esperar que o design não seja dos mais inspiradores quando comparado com os smartwatches. Ainda assim, a Huawei tem algo a dizer com esta Band 9, oferecendo um dispositivo que, embora mantenha a forma típica de uma pulseira, apresenta uma boa variedade de cores e acentos à escolha.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 3

A nossa unidade era a clássica combinação de preto com preto, mas existem outras versões em rose gold, branco e prateado; enquanto que as correias podem ser azul, rosa e até amarelo, portanto há opções para todos os gostos.

O bom destes medidores é que são muito mais pequenos e leves em comparação com os smartwatches mais convencionais, o que, na minha opinião, os torna muito mais ideais para usar durante o sono ou para praticar desportos onde o risco de bater no dispositivo é maior (como no futebol, por exemplo).

A Band 9 tem dimensões de 43.45×24.86×8.99 mm e pesa 14 gramas, conseguindo-se graças ao seu material plástico, característica comum em dispositivos deste estilo e faixa de preço, sem grandes novidades aqui.

No chassis em si, não há muito a destacar: no lado esquerdo temos um botão físico, enquanto o lado direito não tem nada. Em baixo, está o sensor de ritmo cardíaco e os dois pinos para acoplar o carregador; e, obviamente, em cima está o pequeno ecrã AMOLED de 1.47 polegadas.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 4

Este painel tem uma resolução de 194 × 368 pixels e, evidentemente, não há muito a dizer sobre ele, além de cumprir adequadamente a função de mostrar toda a informação necessária, mesmo em situações onde a luz do sol incide diretamente.

O bom é que inclui um sensor de luz ambiente, pelo que o brilho ajusta-se automaticamente de acordo com a situação. Também tem a opção de manter o ecrã sempre ligado, embora isso impacte na duração da bateria.

Software

A Huawei Band 9 vem equipada com o sistema operativo proprietário da marca, o HarmonyOS. A integração funciona com dispositivos com os sistemas Android e iOS via Bluetooth 5.3, com configuração inicial e gestão dos recursos por meio da aplicação Huawei Health.

A app permite visualizarmos todas as medições de saúde e atividade física, além de vermos o relatório detalhado do nosso sono. É através deste, que conseguimos conferir todo o catálogo de mostradores que a pulseira inteligente oferece. Só que apenas oito são integrados de fábrica na pulseira e poucos estão disponíveis gratuitamente, com a maior parte das opções disponíveis apenas para compra.

Voltando para o software na smartband, a navegação é bastante fluida e temos acesso fácil a todos os recursos. Ao arrastarmos o ecrã para baixo, podemos aceder às ferramentas mais básicas, como configurar um alarme, iniciar um cronómetro ou programar um temporizador, além da lanterna integrada.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 7

Já ao deslizarmos para cima, o quadro inferior exibe as notificações do nosso smartphone. É possível abrirmos uma mensagem e mandarmos respostas rápidas apenas, como um emoji ou um “Ok”. Mas sem um teclado dedicado ou uma forma de falar com a pessoa.

O menu à esquerda do ecrã principal mostra a temperatura do local onde estivermos, o que depende de ativar a localização no smartphone ou não, já que o wearable não possui GPS embutido. Aqui também se encontra o leitor de música, para pausar, reproduzir, ajustar o volume, avançar ou retroceder uma música que estiver a tocar no smartphone.

 

As janelas à direita mostram os relatórios de saúde e atividade física. Uma mudança para esta geração está no agrupamento de dados em uma única janela. Isto permite que nós tenhamos acesso a mais detalhes sem precisarmos ficar à procura pela smartband. Uma navegação bastante mais prática, no meu entender.

Funções e Medição de Atividade

A Huawei Band 9 oferece um conjunto de funcionalidades bastante competente para a sua faixa de preços, embora, sendo um dispositivo de entrada, não esteja necessariamente pensado para utilizadores mais exigentes nesta área.

Vai gostar de saber:  A Sub-Marca CMF da Nothing Phone Revela Telemóvel com "Misterioso Botão"

Antes de mais, falemos de conexões. Este medidor é compatível com Android e iOS, e conecta-se ao nosso telemóvel através da aplicação Huawei Health, que também mostra todas as estatísticas e gráficos relacionados à nossa atividade e saúde.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 10

A aplicação em si é bastante simples e parece ter sido feita com o intuito de mostrar os dados da forma mais intuitiva e atraente, já que as visualizações vêm acompanhadas de textos claros e cores chamativas. Isto é um bom ponto, pois facilita o processo de leitura e interpretação dos dados capturados pelo medidor.

A minha única queixa é que a aplicação pode ser um pouco lenta e, por vezes, exibe publicidade — embora isto não seja um problema exclusivo da Huawei.

Voltando à Band 9, aqui temos o conjunto clássico de medições de atividade, que inclui: uma boa variedade de desportos à escolha, contagem de passos, calorias e ritmo cardíaco. As medições são bastante completas e, dentro do possível, precisas, com a margem de erro comum nesta faixa de preço.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 11

Adicionalmente, o dispositivo pode fazer análise de arritmia (fibrilhação auricular), medir o stress, o nível de saturação de oxigénio no sangue (SpO2) e o sono, incluindo os tipos de sono e a quantidade de vezes que acordamos.

Se compararmos com um smartwatch mais sofisticado, o que mais se sente falta é um GPS. Também não pode fazer eletrocardiogramas (ECG), nem é capaz de detectar quedas. No entanto, dado o preço, não se pode exigir muito.

Desempenho e Bateria

O sistema operativo da Huawei Band 9 é, naturalmente, bastante simples e leve em termos de exigência de hardware. Em geral, tudo funciona com bastante fluidez, sem atrasos ou bloqueios ao realizar tarefas básicas.

As funcionalidades fora da medição de atividade e saúde são as típicas deste tipo de dispositivos, como mostrar notificações, o clima na nossa localização atual, controlos de música, alarmes, etc., mas não há muito mais a destacar.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 12

Quanto à autonomia, a Huawei equipou este dispositivo com uma pequena bateria de 180 mAh, prometendo até 14 dias de uso (limitado), 9 dias de uso comum e até 3 dias com a opção de ecrã sempre ligado.

Na prática, com todas as funções ativas (exceto o always-on-display), consegui 10 dias de uso contínuo, o que está alinhado com o prometido pela empresa. É uma duração mais que adequada considerando o tamanho da bateria, sendo o padrão dentro da concorrência.

Como é comum neste tipo de dispositivos, o sistema de carregamento é um pouco peculiar. Temos um cabo de USB-A para um sistema de dois pinos que se acopla à parte inferior do dispositivo, cujo único problema é que já deveria ser um USB-C, pelo menos para o lado que se conecta à fonte de alimentação.

O bom é que o carregamento é relativamente rápido, bastando 5 minutos para aumentar facilmente um dia de autonomia.

Conclusão

Como um wearable de entrada — e não só como medidor de atividade —, considero que esta Huawei Band 9 é uma muito boa alternativa, especialmente tendo em conta o seu preço. No fundo, este é um smartwatch mais leve. Cumpre as funções básicas — além de, obviamente, mostrar as horas — como mostrar notificações ou controlar a nossa música, com o benefício adicional de que a sua estética não é tão “desportiva” como outras.

Análise Huawei Band 9 - Melhor que nunca! 13

Obviamente, o principal ponto forte está na medição de atividade física e indicadores de saúde. Para pessoas que estão a iniciar no mundo do desporto ou fazem atividades mais ligeiras, é mais do que suficiente, embora para pessoas mais experientes possa ficar um pouco aquém (especialmente pela ausência de GPS).

O grande senão, como é comum nestes dispositivos, é a pouca margem para personalizar a experiência de uso. Com sorte, há um par de mostradores de relógio para escolher. Também é limitado em funcionalidades, mas pelo preço é difícil exigir mais. Além disso, para quem procura entrar no mundo dos smartwatches sem gastar muito, a Huawei Band 9 é uma opção mais que adequada para cumprir essa tarefa. A Huawei Band 9 está de momento à venda no site oficial da Huawei por um preço de 69 euros, mas podem comprá-la agora por menos 10 euros, ficando assim por 59 euros.

 

80%
Atualizção que vale a pena

Excelente Opção

Como um wearable de entrada — e não só como medidor de atividade —, considero que esta Huawei Band 9 é uma muito boa alternativa, especialmente tendo em conta o seu preço. No fundo, este é um smartwatch mais leve.

  • Geral

O grande senão, como é comum nestes dispositivos, é a pouca margem para personalizar a experiência de uso. Com sorte, há um par de mostradores de relógio para escolher. Também é limitado em funcionalidades, mas pelo preço é difícil exigir mais.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!