Android Geek
O maior site de Android em Português

Análise Neffos C7 Lite o "Ultra-Económico" da TP-link

A TP-Link contínua apresentar telefones na sua gama Neffos. No quais já falamos de alguns aqui, mas hoje trazemos uma análise a um dos seus telefones ultra-econômicos – o TP-Link Neffos C7 Lite . Vamos ver o que separa dos irmãos ?

A TP-Link contínua apresentar telefones na sua linha Neffos. No quais já falamos de alguns aqui, mas hoje trazemos uma análise a um dos seus telefones ultra-económicos - o TP-Link Neffos C7 Lite .

Vamos ver o que separa dos irmãos ?

Especificações técnicas do TP-Link Neffos C7 Lite

  • Ecrã: 5,45 ″, 960 × 480 píxeis
  • Chipset: MediaTek MT6739WA, 4 núcleos Cortex-A53 com uma frequência de 1,3 GHz
  • Acelerador gráfico: PowerVR Rogue GE8100 (IMG8XE1PPC)
  • RAM: 1 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Suporte para cartão de memória MicroSD: até 128 GB
  • Redes sem fio: Wi-Fi 802.11 b / g / n, Bluetooth 4.2, GPS (A-GPS, GLONASS)
  • Dual SIM
  • Câmara principal: 8 MP, f / 2.0, PDAF
  • Câmara frontal: 5 megapixel, f / 2.8, flash
  • Bateria: 2200 mAh, removível
  • OS: Android 8.1 Go Edition
  • Dimensões: 150,7 × 72,5 × 10,2 mm
  • Peso: 164 g

O que está na caixa

Como referimos o Neffos C7 Lite, é um telefone que se enquadra numa gama de preço que hoje em dia é considerada como ultra-económica. Especificações muito básicas para o essencial,  acompanhado com um preço de 79.99 euros, não podemos esperar uma experiência de "unboxing" de topo, mas vamos lá ver.

Na caixa temos: o telefone a sua respectiva bateria, um adaptador de energia padrão (5V / 1A) e um cabo USB / microUSB. Além disso, há um conjunto de documentação de apoio, e um belo extra.  Uma película protetora para o ecrã, nada mais.

Design, materiais e qualidade de construção

Uma vez que o telefone pertence à categoria ultra-económica, ele não oferece um design muito apelativo, em comparação a outros dispositivos mais recentes e nem uma construção com materiais, digamos caros. 

Aqui a TP-Link fez tudo o que pôde, para garantir o preço mais baixo possível, mas sem pôr em causa a integridade do equipamento. Apesar do design minimalista do TP-Link Neffos C7 Lite, não é semelhante aos “dinossauros” que tínhamos em  2016, talvez em parte devido ao seu ecrã.

TP-Link Neffos C7 Lite

Mas o dispositivo ainda não segue as tendências atuais, porque as molduras em redor do seu ecrã são largas, especialmente a da parte inferior. Bem como temos que ter em conta, que a armação do telefone e os materiais usados são de qualidade mais baixa.

O C7 lite, não tem o painel frontal mais atraente que vimos, mas pelo preço que é comercializado, faz o que é prometido. Para além que a  TP-Link incorporou um ecrã com um efeito 2.5D para o vidro, e oferece um rácio de contraste 800:1.

De forma a tentar compensar pela baixa resolução do ecrã, em teoria a TP-Link, pretende oferecer um telefone com um ecrã, “generoso” 5.41 polegadas. Mas falharam, quando nem uma resolução HD foram capazes de oferecer, ficando pela resolução de 480 x 960 píxeis.

No que toca a materiais, acho que já se devem ter percebido, o C7 Lite é todo ele em plástico. O que nas malas e bolsos com chaves, facilmente fica marcado mas não fica sujo curiosamente.

A tampa traseira é muito boa e resistente, apesar de quando forçado dobra um pouco, o que seria esperado, mas nada de alarmante que afete a tampa saltar fora, como já vimos em outros equipamento da mesma gama.

Na parte frontal, na margem superior do ecrã temos a presença de um flash, uma câmara frontal, uma coluna para chamadas, sensor de proximidade e um led de notificações. 

O sensor de luz, infelizmente, está ausente, logo não podem ajustar o brilho do vosso ecrã automaticamente, o que é um pouco triste. E enquanto na margem inferior, temos o logótipo da Neffos e um microfone.

No lado direito do telefone há um grande botão de energia e botão de volume. À esquerda não temos nada. Enquanto que na parte inferior direita há uma porta microUSB e uma pequena ranhura para facilitar a remoção da tampa. Acima, aproximadamente no mesmo lugar, temos um conector de 3,5 mm audio. 

Ainda na sua traseira, temos a sua câmara fotográfica alinhada verticalmente com um flash Led e um logo que menciona quantos píxeis a mesma tem.

Honestamente desnecessário, apenas aumentaram o espaço ocupado, sem acrescentar nada de útil. Logo abaixo temos outro logótipo da Neffos, na parte inferior, ainda há mais um da TP-Link bem como a nossa coluna de multimédia.

Curiosamente na coluna temos uma pequena saliência superficial, para que esta não seja abafada, quando o telefone está deitado numa superfície plana.

Ao remover a tampa traseira, ficamos com acesso à bateria que é removível e às entradas para os cartões - microSIM, um segundo cartão SIM do formato nano e uma entrada para um microSD. Apesar de ser considerado um telefone na gama económica, oferece serviço Dual SIM. 

E por último o telefone está disponível em apenas uma cor, o cinza corporativo.

Ecrã e resolução 

Este é o ponto mais fraco do telefone, e hoje em dia numa era que vive à base do consumo de multimédia a TP-Link poderia ter investido mais nesse departamento.

Tamanho não é tudo!

A diagonal do ecrã é de 5,45 ″, e vem com uma tecnologia de matriz TN, a resolução é de 480 x 960 píxeis e a densidade é de 197 ppi. Só com base nas características, podemos logo deduzir antes de o tirar da caixa. Que ele não iria se portar bem.

E isso está certo. O principal problema deste ecrã, para além da resolução é a própria matriz. Esta é uma tecnologia antiga e praticamente mais que ultrapassada, os parâmetros básicos aqui são mais ou menos toleráveis ​​para a classe: cores suaves e brilho e contraste normais, um pouco abaixo da média.

Mas com os ângulos de visão, a situação é muito má. A imagem é distorcida sob desvios mínimos, até uma inversão profunda da imagem. Sem falar da sua elegibilidade sobre a luz direta do sol.

 

TP-Link Neffos C7 Performance

E mais uma vez, sem surpresas - o mais antigo, mais fraco MediaTek MT6739WA é usado como um chipset. Consiste em 4 núcleos Cortex-A53 com uma frequência máxima de relógio até 1,3 GHz. Emparelhado com o acelerador gráfico PowerVR Rogue GE8100 (IMG8XE1PPC). O smartphone não pôde ser testado na maioria dos benchmarks, uma vez que estes congelam ou nem permitem o download da loja de aplicações.

Quanto à quantidade de memória, temos um telefone presente no projeto do Android Go da Google, logo como seria de esperar, quantidades extremamente pequenas.

Temos  1 GB de RAM e 16 GB de memória interna, e mesmo com Android Go. Este não é um telefone para ser usado para realizarem múltiplas tarefas, apesar de ser possível alternar entre algumas mais simples. Assim que entramos nos patamares das redes sociais e multimédia vamos começar a notar um abrandamento na sua utilização.

E dos 16 GB de armazenamento, ficamos com cerca de 11,89 GB livres. Que podem ser expandidos com um cartão de memória microSD de até 128 GB, uma vez que rápidamente podem ser esgotados.

Aqui o público-alvo deste telefone, serão aquelas pessoas com um orçamento apertado ou que não jogam jogos, ou que são dotados de uma paciência enorme em alturas que exigem mais dele.

Mas brincadeiras à parte, apesar de tudo o C7 Lite, oferece uma utilização básica e uma resposta decente no que toca à sua interface, e tudo até parece funcionar relativamente bem com o sistema. Só não esperam, é jogar jogos pesados.

Câmaras TP-Link Neffos C7 Lite

A câmara principal consiste em um único módulo com uma resolução de 8 megapíxeis, com uma abertura f / 2.0 e foco PDAF.

A câmara, tradicionalmente para este segmento, está longe de ser perfeita. Mas se houver muita luz disponível, até obtemos resultados aceitáveis. E o melhor é que esta, até é bastante rápida a tirar uma foto. O que para muito gente é o essencial, apontar e já está.

Mesmo tendo em conta que iremos ter sempre algum ruído digital, mesmo em condições, “aparentemente ideais”. A câmera é medíocre na melhor das hipóteses. Mas felizmente já vi piores câmaras neste segmento e o melhor é que rápida e temos autofoco.

Amostras

Este slideshow necessita de JavaScript.

As capacidades de vídeo também não são as melhores. O telefone consegue gravar vídeo em Full HD e até mesmo com estabilização eletrónica, mas o resultado dificilmente pode ser chamado de satisfatório, fora que a resolução do ecrã nem chega de perto ao HD.

A câmera frontal para as selfies, tem 5 megapíxeis, mas com um diafragma muito fechado - f / 2.8, e com um flash, mas não esperem grandes resultados, temos fotos com ruído e pouca resolução.

Por último, a aplicação de câmera é um pouco desatualizada, sem filtros ou grandes extras. Disponível temos, modo panorâmico, beleza, foto normal, e vídeo, mas pelo menos funciona.

Firmware e Software

O telefone vem com a versão do Android 8.1 Oreo Go Edition. Esta versão é a mais leve do sistema operacional da Google, e foi projetada especificamente para equipamentos mais fracos.

O sistema vem limpo de origem, quase completamente sem o lixo desnecessário dos programadores ou da empresa. Apesar de oferecerem uma aplicação com a capacidade de alterar temas, permitindo rapidamente mudar os ícones das aplicações e papéis de parede, bem como alguns jogos básicos e muito estilo “retro”.

A principal diferença da versão mais "adulta" do 8.1 Oreo, é que o pacote principal de aplicações da Google são mais leves, e têm prefixo Go, e ocupam menos espaço e funcionalidades mais simples.

Vida da bateria

O TP-Link Neffos C7 Lite vem com uma bateria pequena de 2200 mAh, mas com uma oferta de hardware fraco e um ecrã de baixa resolução, podem contribuir para uma duração mais alargada, mas não esperem milagres.

Se falarmos em média, o dispositivo com uso mais ou menos intensivo poderá aguentar o dia. Com 2 a 2.5 horas com o ecrã ligado, mas como também pouco podem fazer com ele. A bateria deverá aguentar um pouco mais pela noite dentro. 

 

Veredito

O Neffos C7 Lite possui hardware mais “atualizado” face a outros equipamentos da mesma gama e possui alguns recursos interessantes para o patamar em que se encontra.

Temos uma câmara que suporta autofoco e tem mais alguns megapíxeis, uma ecrã grande mas de baixa resolução, e claro o preço.  Como telefone para um orçamento mais limitado é uma boa aposta, não há nada verdadeiramente distinto nele. Mas é um equipamento confiável e de baixo custo, para quem quer algo, sem grande investimento e simplesmente prático.

Pontos Positivos

  • Preço
  • Dual SIM
  • Câmara

Pontos Negativos

  • Ecrã
  • Bateria
  • Performance

 

 

Análise Neffos C7 Lite o "Ultra-Económico" da TP-link
Análise Neffos C7 Lite o "Ultra-Económico" da TP-link 40

A TP-Link contínua apresentar telefones na sua gama Neffos. No quais já falamos de alguns aqui, mas hoje trazemos uma análise a um dos seus telefones ultra-econômicos - o TP-Link Neffos C7 Lite . Vamos ver o que separa dos irmãos ?

Editor's Rating:
3

Este Website usa cookies para providenciar uma melhor experiência. Pode recusar se desejar. Aceitar Saber Mais