‎Samsung adia a sua produção de chips de 3nm de última geração para o próximo ano‎

‎Agora, a gigante sul-coreana anunciou o adiamento da tecnologia de fabricação de chips de 3nm até 2022. E não é só isso, a empresa também adiou o chip de 2nm até 2025.‎

‎Atualmente, a fabricação de 5nm é a tecnologia mais avançada quando se trata de fazer chips modernos. Agora, as empresas estão a trabalhar na próxima geração de tecnologia de fabricação de chipsets, e a próxima poderá ser a fabricação de 3nm.‎

‎Alguns anos atrás, a Samsung tinha revelado os nós 3GAE (3nm Gate-All-Around Early) e 3GAP (3nm Gate-All-Around Plus), prometendo uma redução substancial no consumo de energia e melhorias no desempenho geral.‎

‎Samsung adia a sua produção de chips de 3nm de última geração para o próximo ano‎ 1

‎Agora, a gigante sul-coreana anunciou o adiamento da tecnologia de fabricação de chips de 3nm até 2022. E não é só isso, a empresa também adiou o chip de 2nm até 2025.‎

‎A fundição de chips da Samsung usa tecnologias de ponta para fabricar chipsets e inclui como clientes como Qualcomm, IBM e Samsung. A empresa compete contra a TSMC, que também anunciou há alguns meses que também vai adiar o lançamento de seu chipset de 3nm.‎

Samsung Exynos W920

‎Na altura do seu anúncio em 2019, a Samsung tinha afirmado que o processo de 3nm poderia oferecer um salto de desempenho de 35%, além de uma redução de 50% no consumo de energia quando comparado com a técnica de nódulos 7LPP.‎

‎O adiamento da nova tecnologia faz sentido, dado que os fabricantes de chips estão sob imensa pressão para continuar a produzir chips, pois atualmente há uma escassez global de chips e a empresa quer seguir o processo estabelecido com uma taxa de alto rendimento em comparação com o processo experimental.‎

‎Samsung adia a sua produção de chips de 3nm de última geração para o próximo ano‎ 2

‎A Samsung Foundry é a segunda maior fabricante de chips de smartphones depois da TSMC. É um braço independente da Samsung e continua a fornecer fornecimentos críticos, que é a razão por trás da gigante de tecnologia sul-coreana que resiste à escassez global de chips sem afetar significativamente os seus negócios.

Numa altura tão complicada a nível da escassez de semicondutores, tudo indica que estas evoluções nos processos de fabricação dos chipsets, irão ser realmente adiadas. No entanto deverá ser de apenas 1 ano, e isso não irá ter um grande impacto nos consumidores.‎

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!