‎Nintendo quer substituir componentes e fazer ajustes, de forma a poder enfrentar a escassez de chips‎

No início deste mês, o CEO da Intel, Pat Gelsinger, afirmou que a escassez global de chips provavelmente durará por um período de tempo muito maior do que o previsto anteriormente pela empresa. Ele afirmou que prevê que a escassez dure pelo menos até o ano de 2023.‎

‎A Nintendo revelou na sexta-feira que a escassez global de chips, já forçou a empresa a reduzir as suas vendas previstas para a amplamente popular consola de jogos Switch, e que também está a impedir a capacidade da empresa de desenvolver novos produtos de hardware.‎

‎”O estado atual da indústria de semicondutores tem um impacto no desenvolvimento de hardware.” Ko Shiota, um executivo da Nintendo, afirmou: “Estamos a procurar substituir componentes e ajustar projetos em um esforço para reduzir o impacto.”‎

‎Se estiverem longe do mundo tecnológico, pode não estar cientes de que o mundo está atualmente a experimentar uma escassez de semicondutores. Uma ampla gama de indústrias dependentes de tecnologia em todo o mundo foram impactadas por essa questão, incluindo a indústria automóvel, eletrónicos de consumo (como smartphones, laptops, consolas de jogos, televisores), eletrodomésticos e outros.‎

‎Nintendo quer substituir componentes e fazer ajustes, de forma a poder enfrentar a escassez de chips‎ 1

‎No início deste mês, o CEO da Intel, Pat Gelsinger, afirmou que a escassez global de chips provavelmente durará por um período de tempo muito maior do que o previsto anteriormente pela empresa. Ele afirmou que prevê que a escassez dure pelo menos até o ano de 2023.‎

‎Este anúncio vem apenas um dia depois que o presidente da empresa, Sr. Shuntaro Furukawa, afirmou que a escassez de chips não mostra sinais de abrandar, e que a empresa foi forçada a reduzir a sua previsão anual de vendas para a Nintendo Switch em 6% como resultado disso. Furukawa também afirmou que a empresa está a ter dificuldade em atender ao aumento da procura durante a temporada de compras de final de ano, devido à escassez de chips que estão a interferir na produção.‎

‎Nintendo quer substituir componentes e fazer ajustes, de forma a poder enfrentar a escassez de chips‎ 2

‎A gigante dos jogos é fortemente dependente de seu negócio de consolas, enquanto concorrentes de bolso mais recheado, como a Microsoft, estão investir em serviços de assinatura e jogos em nuvem para competir com ela.‎

‎A Nintendo afirmou na sexta-feira que “pretende continuar a expandir os seus negócios em torno do conceito central de criação de produtos integrados de hardware-software exclusivos”, de acordo com um comunicado à imprensa.‎

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram
Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!