Hoje vamos apresentar vos o Sony SmartWatch 3

 

Introdução

O Sony Smartwatch 3 trata-se de um produto que já existe a algum tempo de mercado, mas que não teve a atenção que merecia, pode não ser o mais bonito dos relógios da gama AndroidWear, mas é o mais barato e inclui GPS embutido.

Este smartwatch vem em duas opções, uma mais desportiva em borracha e outra em alumínio para aquelas ocasiões mais formais.

Podemos contar em ambas as versões com:

Processador Quad-core 1.2 GHz Cortex-A7

  • 4GB de memória interna
  • 512 MB de RAM
  • 420mAh de bateria
  • GPS, e sensores normais, menos sensor de frequência cardíaca
  • Wi-fi
  • Certificação IP68
  • Ecrã 1.6 polegadas com um resolução 320×320 pixéis

O preço deste smartwatch como já tinha referido é o mais baixo da sua gama, a rondar os 230 euros.

A versão que testamos foi a de borracha, não propriamente a mais elegante sim, mas pessoalmente tenho vindo a crescer um certo afecto pelo equipamento.

Vamos ver, um smartwatch a correr a ultima versão de AndroidWear, todo em borracha e com GPS, o que pode correr mal? Bem, se forem um fã de desporto este equipamento é para vocês.

 

Design e display

Este equipamento não vai propriamente ganhar prémios a nível de estética, se compararmos com outros smartwatches já no mercado.

Com um ecrã quadrado face ao já tradicional redondo, com um diâmetro de 1.6 polegadas e com uma resolução de 320×320 pixeis, o que realmente se destaca neste relógio da sua concorrência neste campo, será o fato de ter um ecrã “transflectivo ” que basicamente é visível mesmo em condições de luz extrema, o que faz dele um óptimo relógio para nos acompanhar  nas corridas ao ar livre.

0B5CUt-KUpXFUMS1aQVlNdWtQaUk.jpg

Com uma construção toda em borracha, pelo menos a versão que testamos, o Sony Smartwatch 3 vem com um sistema proprietário para as suas braceletes, por isso não pensem que vão poder trocar a bracelete como por exemplo no Motorola 360 2gen, ou o Huawei watch por uma bracelete tradicional de relógio de 22mm.

Relacionado:
Análise bq Aquaris X5 Plus "em grande"

Sendo o relógio em si apenas a peça central do equipamento a mesma sai para fora de modo a trocar de braceletes, seja uma por uma cor diferente, ou por uma bracelete de alumínio.

No caso da bracelete de borracha que foi a unidade que testamos, podemos já dizer que foi um ponto negativo, para alem que ser um íman para pelos ou fibras da roupa, o sistema de fecho facilmente se abria com uma pancada mais forte, e sendo borracha a pele não respirava, principalmente durante esforços físicos intensivos.

Algo que provavelmente não deverá acontecer com a versão de alumínio, pois a sua construção é mais robusta bem como o seu fecho, permitindo a pele respirar melhor.

 

Especificações

Este equipamento corre a ultima versão do AndroidWear,  mas vamos nos centrar mais nas suas especificações do que propriamente no que o seu sistema é capaz de fazer.

Uma grande característica que este smartwatch tem face a sua concorrência é um sistema de GPS integrado, caso sejam aficionados de corridas e gostem de mapear os vossos percursos sem terem que levar o vosso smartphone atrás, este smartwatch é o indicado para vocês.

Este dispositivo contar com 4GB de memória interna, onde podem guardar musicas e ouvirem durante a vossa corrida com uns auscultadores Bluetooth.

0B5CUt-KUpXFUcXVEV0RBUlBWSG8.jpg

Outra especificação que poderá agradar os fãs de desporto ou actividades ao ar livre, é a sua certificação IP68, que faz do Sony Smartwatch um equipamento á prova de poeiras e submergível a 1.5m de água por 30 minutos.

Sem contar com o facto de este equipamento ter ligação Wi-fi de modo a estar sempre a par das vossas notificações mesmo sem o vosso smartphone ao alcance.

Relacionado:
Análise BQ Aquaris U Plus: "democratizar tecnologia"

Mas não se iludam, como qualquer smartwatch o Sony Smartwatch 3 não passa de um espelho do vosso equipamento principal.

Um ponto negativo que entramos foi o facto de não ter um sensor de batimentos cardíacos como por exemplos outros equipamentos da mesma gama.

 

Podem ficar descansados que com o seu processador Quad-core 1.2 GHz Cortex-A7 e com 512 GB de RAM, não tivemos qualquer problema de fluidez, antes pelo contraio, tudo muito rápido no que toca a usar este smartwatch,

 

Bateria.

Se há especificação que tome mais atenção hoje em dia em qualquer equipamento que adquira, é a capacidade da sua bateria e quantos dias/horas o equipamento pode aguentar a trabalhar.

Com uma capacidade de 420mAh este smartwatch é capaz de aguentar dois dias, se a opção do ecrã “sempre ligado” estiver desligada, ou se não usarem o GPS, porque ai as coisas podem não correr muito bem, e a bateria começa a desaparecer.

Mas não se admirem, todos os dias vão ter que carregar o vosso smartwatch, mas podem ficar descansados que o relógio irá aguentar o dia todo, e se por alguma razão abusarem dele, este equipamento carrega a bateria toda numa hora.

Agora sobre o carregamento, o Sony Smartwatch não carrega por indução magnética como outros smartwatches, é por micro USB como o vosso telemóvel. Vantagens? Bom, não precisam de andar com um carregador específico atrás, e hoje em dia toda a gente tem um ou existe um cabo micro USB à mão. Desvantagens? Assumindo que vão abusar do vosso relógio, e como sabem que vem com certificado IP68, vão começar a usa-lo em sítios que por norma evitam levar os vossos equipamentos electrónicos, como a piscina e o duche, porque à partida o relógio está preparado para tal.

Relacionado:
Análise Huawei nova

0B5CUt-KUpXFUOFBxUHRURUVtRGM.jpg

A verdade é que durante as fases de testes não tivemos problemas em molhar o relógio, mas acredito que com um uso mais intensivo a carregar o relógio a aba de borracha, que protege a porta USB, pode começar a ficar laça e pode não estancar como é suposto.

 

Conclusão

Devem comprar este smartwatch?

Eu diria que sim, efectivamente não é o mais elegante de todos, muitos menos se adquirem a versão com a bracelete de borracha, mas como tudo é uma questão de gosto pessoal.

Mas pensem naquilo que podem ter por uma quantia de 230 euros, sendo o equipamento no mercado mais barato a correr Androidwear, o que já por si é mais que motivo para o comprar.

Já para não falar do facto que este equipamento tem um GPS integrado, uma bateria para dois dias e certificação IP68.

Se por alguma razão forem aficionados de corrida eu diria sem sombra de dúvida que este equipamento é para vocês.

Se considerem o preço face as características não vão arranjar nada por este preço na secção de relógios de corrida com GPS. Sim não tem um sensor de batimentos cardíacos e não garanto que consigam emparelhar um sensor de peitoral, mas no final de contas não deixa de ser um óptimo equipamento para um aficionado de desporto.

Se por outro lado estiverem à procura de algo mais convencional ou tradicional, podem sempre adquirir a versão com a bracelete de alumínio.