A Sony veio anunciar que irá parar de fabricar equipamentos no Brasil, apesar do investimento significativo da empresa no valor de R$250m ou $83m dólares no ano passado no sector móvel do país.

Uma vez que o custo de fabrico de certos equipamentos mesmo depois das isenções ficais pode vir a custar R$1.500 ($530 dólares) motivou a mesma a mudar o local de produção.

Em vez de continuarem a produção com Foxcoon e Arima, fábricas se encontravam nos arredores de São Paulo, a Sony irá começar a importar os seus produtos, como por exemplo a nova linha X, da China e Tailândia.

0B5CUt KUpXFUNzlxSjQ3OWpNak0 Sony deixa de fabricar smartphones no Brasil image

 

O director de marketing da Sony Ana Peretti veio a confirmar as alterações através dos media locais (Globo).

Que devido as alterações com as leis de importação, e uma vez que os produtos fabricados acumulavam um valor de R$1.8biliões , decidiram importar esses equipamentos de fábricas no estrangeiro.

Peretti também mencionou que as mudanças resultariam num sistema de distribuição mais flexível.

A Sony não é o único fornecedor a reconsiderar a sua estratégia em solo brasileiro, Xiaomi veio afirmar no início deste mês que não traria quaisquer novos equipamentos para o país.

O fornecedor chinês declarou que não deixaria o mercado uma vez que é  o primeiro fora da Ásia , mas apenas que não iria lançar dispositivos como o Mi 5 ou mais recente Mi Max para o país.

Relacionado:
ESET divulga o top 10 das ameaças informáticas mais ativas em Portugal

Apesar de apostar nas categorias de preço que mais vendem, a Sony muda no momento em que o povo brasileiro compra mais smartphones “nacionais”. Em 2015, 91,4% das unidades vendidas no país foram feitas internamente.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.