De acordo com um relatório do site coreano Korea Times, a gigante fabricante de smartphones, Samsung, estará a considerar usar o seu próprio SO, o Tizen, em todos os seus aparelhos.

Samsung quer cortar a sua dependência da Google

0B5CUt KUpXFUXzMzWUY2cnZiVzA Samsung vai abandonar o Android? image

De resto este tema do potencial abandono do Android por parte da Samsung não é novo, uma vez que há pouco tempo surgiu o rumor que tal poderia acontecer nos aparelhos wearables onde a empresa passaria a usar exclusivamente o seu SO Tizen. Tal rumor foi prontamente negado pela Samsung que declarou estar comprometida com o Android nesse segmento.

Todavia ventos vindos do oriente apontam no sentido contrário, indicando que a Samsung pretende cortar a forte dependência que tem da plataforma Android da Google e passar a usar Tizen em todos os aparelhos, não apenas smartwatches e smartbands. No relatório em questão é citado um executivo da empresa que declara o seguinte:

“If you don’t have your own ecosystem, then you will have no future…”

Traduzindo: Se não tivermos o nosso próprio ecossistema, então não termos futuro

O executivo, que não quis ser identificado, referiu ainda que demorou algum tempo mas finalmente a Samsung conseguiu desenvolver um sistema fiável, robusto e compatível com qualquer dispositivo, gastando para isso bastantes recursos. Relembrou ainda que a linha Z, com SO Tizen, tem sido muito popular no mercado indiano, visto que a empresa conseguiu vender 64 milhões de aparelhos.

Relacionado:
Como identificar um Galaxy Note 7 que está livre do problema da bateria?

A linha Z, para já, conta com três aparelhos a correr Tizen, o Z, Z1 e Z3, mas rumores apontam para o lançamento mais aparelhos com esse SO em breve incluindo um topo de gama, o Z5 e o sucessor do Z1, o Z2.

Uma grande parte da estratégia da Samsung para trazer sucesso ao Tizen passa por aumentar os incentivos aos programadores talvez atribuindo-lhes uma maior fatia dos lucros. Não será certamente fácil competir com o mercado de aplicações Android e já vimos outros falhar, como o caso da Microsoft.

Se de facto a Samsung conseguir cortar laços com o SO Android, será certamente um rude golpe para a Google que veria assim o maior fabricante de aparelhos Android abandonar o ecossistema.