Todos os dias surgem relatos de acidentes causados por causa dos Samsung Galaxy Note7 com defeito e, provavelmente, uma grande quantidade de clientes, não tem conhecimento dos problemas que estão a afetar o equipamento. Para evitar novos acidentes, a Samsung está a considerar a possibilidade de desativar remotamente as unidade dos Galaxy Note7 que não forem devolvidas.
0B5CUt KUpXFUUllncGp2RHBtNzA Samsung pondera desativar remotamente os Galaxy Note7 com defeito imageAlguns clientes já fizeram saber que não fazem planos para devolver o telefone à Samsung, e por isso a Samsung está a considerar a possibilidade de fazer a desativação do equipamento até o próximo dia 30 de Setembro de sexta-feira.
Com isto a Samsung pretende que ou o cliente entrega o smartphone para o mesmo ser substituído, ou então encostará o mesmo uma vez que fica inutilizado.
Pessoalmente, e a confirmar-se a noticia, penso que mais uma vez a Samsung está a agir corretamente. O telefone como está, poderá colocar em causa vidas, e com isto a Samsung evita eventuais acidentes que daí podem advir.

Não se consegue compreender, como é que existem pessoas que possuem uma "bomba relógio" nas mãos, sabem que a têm e ainda assim decidem não fazer a entrega do mesmo. Irresponsabilidade?

Se a Samsung, infelizmente, fez sair um equipamento com defeito para o mercado, não a podemos acusar de não estar a fazer todos os esforços para minimizar o mesmo.

Relacionado:
Huawei apresenta o seu novo wearable Huawei Fit

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá Catia, segundo a informação que existe até ao momento os equipamentos “corrigidos” começarão a ser disponibilizados pela Samsung a nível Global a partir de 19/09/2016. Não temos nenhuma informação concreta sobre o mercado Português e Brasileiro.

Comments are closed.