A Samsung parece estar com planos para desenvolver internamente um novo GPU para os processadores Exynos, que pertence à Samsung. É que começam agora a surgir boatos de que a Sul Coreana estaria a negociar com a NVIDIA, para que esta seja a sua nova fornecedora de GPU’s. Atualmente, a Samsung trabalha com a ARM e com a sua linha Mali. Entretanto, ela estaria bastante interessada nos desenvolvimentos que a NVIDIA têm feito com a arquitetura Pascal nos seus GPU’s, e principalmente, no foco que a empresa tem dado a dispositivos móveis, focados no consumo de multimédia e nos jogos com visuais que, muitas vezes, tentam comparar-se aos das consolas.

0B5CUt KUpXFUZVRQRlRkcHgwejA Samsung poderá fechar parceria com a Nvidia image

Entretanto, há de se levar em conta a decisão da NVIDIA, tomada alguns à alguns anos atrás, de não se focar diretamente no segmento dos smartphones. Uma parceria com a Samsung, entretanto, pode ser exatamente o que a fabricante necessita para repensar essa escolha, principalmente quando se leva em conta uma possível presença em dispositivos da linha Galaxy, mesmo que apenas em mercados asiáticos, onde os aparelhos chegam com o processador Exynos. No calha também estaria a AMD, que já está presente, além dos computadores, também nos consolas de jogos, e poderia tentar uma entrada no mundo mobile.

A falta de um desenvolvimento específico, entretanto, poderia deixa-la de fora, uma vez que a Samsung teria a ideia de começar a utilizar a parceria já a partir do próximo ano, em testes para aparelhos que seriam lançados no final de 2018. Os rumores acompanham ainda a antiga noção de que, com um desenvolvimento acelerado dos chips Exynos, a Samsung estaria disposta a romper com a Qualcomm, lançando a linha Galaxy em todo o mundo com seus próprios componentes. Como tal, uma união com a NVIDIA, uma das mais notórias fabricantes de placas de vídeo do mundo, poderia ser providencial também para essa finalidade. Como se tratam de rumores, é claro que o silêncio das empresas envolvidas é absoluto. Nem a Samsung nem a NVIDIA se pronunciaram sobre o assunto, e a ideia é que, se parcerias desse tipo realmente ocorrerem, elas serão firmadas à porta fechada, chegando apenas posteriormente (depois de testes e planeamentos de lançamento), aos olhares da imprensa e do público.

Relacionado:
Huawei celebra o Dia Mundial da Criatividade: Quando a inovação inspira a imaginação