Nos últimos meses  muito se tem falado e especulado  sobre o Galaxy Note7 e as suas famigeradas explosões. A Samsung optou pelo seguro e  recolheu todos os equipamentos e chegou mesmo a  interromper a produção  do que era suposto ser o seu melhor dispositivo de 2016.  Todos os clientes que  devolveram o seu Note7  receberam o  valor monetário  ou  uma troca  directa por um S7/ S7 Edge  mais a  diferença.

Até aqui tudo bem, a Samsung  acumulou  cerca de 15  mil milhões em prejuízos, e  perdeu alguma da confiança que os  consumidores depositavam nos seus terminais. E agora é trabalhar no Galaxy S8 e esperar que o mundo se esqueça rapidamente que existiu um Note7.

%name Samsung Galaxy S7  com tendências  explosivas image

Mas e se… O S7  começasse também a explodir?

Parece  que os  piores pesadelos da gigante  Sul coreana  se estão a tornar realidade,  pois recentemente  surgiram  relatos de S7’s em combustão espontânea.

O relato desta feita, chega-nos do Canadá onde  um Galaxy S7 Edge explodiu no porta luvas do veículo onde se encontrava.  Esta história não teve contornos mais macabros pois o  fino do equipamento esteva na viatura e ao se aperceber do fumo ,rapidamente colocou o equipamento no exterior.

Podem  ver o estado em que ficou o equipamento  nas fotos abaixo.

%name Samsung Galaxy S7  com tendências  explosivas image%name Samsung Galaxy S7  com tendências  explosivas image
Algo  vai mal no reino da Samsung, e o mais preocupante é  oficialmente não ter sido ainda identificada a origem das explosões. É  difícil  resolver um problema sem saber qual é.  Concordam?

Relacionado:
Samsung vai lançar o Galaxy S7 Edge com um novo visual

Fonte