Samsung diz adeus ao Bloatware

Fez-se luz ou é desespero? Qualquer que sejam os reais motivos da Samsung, o facto é que a OEM coreana vai agora reduzir a quantidade de bloatware nos seus equipamentos. Além de tornar o TouchWiz com a  estética em linha com o novo material design, vão ainda reduzir as aplicações pré-instaladas que não são usadas pelos utilizadores,e ao invés de obrigatórias, as mesmas estarão dísponiveis na Google Play Store, ou até mesmo na GALAXY App Store , abrindo o caminho para uma experiência mais tipo Nexus-nos dispositivos Samsung.

Para ser justo, uma experiência Nexus pura não é exactamente perfeita, e em alguns casos pode realmente ser difícil de utilizar ( “botão para limpar todos os aplicações recentes”?). Não é sem razão que os OEMs e até mesmo ROMs Android costumizadas adicionam tais características aos seus produtos, e, em certa medida, estamos gratos por essas novas funcionalidades. Mas alguns exageram e, nesse aspecto, a Samsung é, provavelmente, o agressor mais conhecido. Não é apenas o TouchWiz em si sobrecarregado com as funcionalidades especificas da Samsung, os telefones também vêm com uma tonelada de aplicações pré-carregadas que quase ninguém usa.

A boa notícia é que a Samsung admite fazer uma limpeza de primavera, talvez motivada pelos maus resultados recentes nesta indústria. Há rumores de que o TouchWiz vai ser reinventado e que a quantidade de aplicações desnecessárias vão ser minimizadas. A Samsung não pode eliminá-los completamente, no entanto. O OEM pode simplesmente torná-los disponíveis para download opcional através da Google Play Store, uma prática que outros OEMs como a HTC e Motorola já têm vindo a usar, até mesmo para algumas das suas aplicações essenciais. Considerando que a Samsung tem a sua própria loja de aplicações, fica em aberto qual das opções irão tomar.

Relacionado:
Apple ganha um round à Samsung

Assim, a boa notícia é que as características que alguns de vocês adoram no TouchWiz, como o Air View, Smart Stay, e Mode Power Saving Ultra, vão provavelmente continuar a fazer parte do core do sistema, mas aqueles que podem ser removidos, como S Tanslator ou talvez até mesmo o S voice poderão ser instalados opcionalmente. Mas é melhor não lançar foguetes antes da festa, só iremos ter certezas na MWC 2015, com o lançamento do Galaxy S6. O Androidgeek vai lá estar.

VIA: SamMobile, SlashGear

PARTILHAR
Artigo anteriorMicrosoft deverá financiar a Cyanogen
Próximo artigoQualcomm informa que o novo Lumia da Microsoft virá com Snapdragon 810
Fundador do Androidgeek.pt ,trabalho em TI há dez anos. O desafio de gestão de equipas com foco nas necessidades do mercado deu-me o background certo para abraçar vários projetos online, nos quais aproveito a minha experiência em duas das minhas paixões: Tecnologia e Escrever. Sou um profissional dedicado com vasta experiência em todas as áreas de Gestão de TI e Gestão de serviços na área de Tecnologias de Informação. Sou apaixonado por tecnologia, Android, Publicidade, Marketing Digital e posicionamento estratégico.