A esta altura já todos ouvimos falar do grande problema em que a Samsung se meteu, com a questão do seu Note 7 explosivo. A verdade é que o defeito nas baterias do aparelho se tornou numa séria questão de segurança para os seus utilizadores, mas também não é menos verdade que a empresa se tem esforçado para resolver o constrangimento.

0B5CUt KUpXFUVFVkUVFqUGlzbEE Samsung dirige se aos consumidores acerca do Note 7 explosivo [video] image

A primeira medida efectiva tomada pela gigante coreana foi a recolha de todas as unidades já comercializadas do seu phablet Galaxy Note 7 de modo a evitar mais acidentes por todo o globo. Dando seguimento ao plano de acção para lidar com o assunto, o COO (chief operating officer) da Samsung nos EUA, Tim Baxter deu a cara pela empresa num vídeo dirigido aos consumidores.

Baxter explica os factos por trás de toda a situação explosiva do malfadado aparelho e apela a todos os utilizadores de Note 7 que devolvam os seus phablets no ponto de assistência mais próximo. A empresa aproveita ainda para pedir sinceras desculpas pelo sucedido e por não ter atingido a marca de excelência a que habituou os consumidores.

Ficamos a saber ainda que a Samsung está a trabalhar em conjunto com a CPSC (Consumer Product Safety Commission) para resolver esta delicada situação. A CPSC é uma organização governamental dos EUA que regula a segurança de dispositivos comercializados nesse país.

Relacionado:
[Geek Alert] Cubot Manito com 3GB de RAM e Android Marshmallow por€80