0B5CUt KUpXFUcjI2bk8xQ0RyT1U Samsung chega a acordo com trabalhadores que desenvolveram doenças cancerígenas image

Acordo entre Samsung e grupo de funcionários indemnizados por terem desenvolvido cancro (Lee Jin-Man/AFP)

A Samsung anunciou terça-feira 12/01/2016 que fechou um “acordo final” com representantes dos funcionários que contraíram cancro trabalhando em fábricas de semicondutores. No entanto algumas vítimas e familiares mostraram-se descontentes com as condições do mesmo.

De acordo com os representantes legais das vítimas e seus familiares, 224 trabalhadores de fábricas de produção de chips e ecrãs destinados a telefones e aparelhos de TV desenvolveram doenças raras em consequência das condições perigosas de trabalho.

Destes 224 trabalhadores 87 acabaram mesmo por falecer devido à progressão da doença. A empresa sul-coreana fechou um acordo para melhorar as condições de trabalho, saúde e segurança em todas as fábricas.

Este acordo foi alcançado após vários anos em que a Samsung rejeitou qualquer tipo de responsabilidade sobre o ocorrido, tudo mudou em 2014 quando a Samsung apresentou um pedido de desculpas oficial às vítimas e assumiu desta forma a responsabilidade da situação, nesta altura foi criado também um fundo de indemnizações para os trabalhadores afectados.

 

Uma das associações de vítimas,  Banolim,  considera que o assunto ainda não está solucionado, ao contrário do que afirmou um porta-voz da empresa à agência AFP. As famílias ainda não aceitaram por completo as desculpas apresentadas pela Samsung e os fundos de indemnização, afirmou à AFP Kwon Young-Eun, membro da associação.

Relacionado:
Samsung informa que o patch de segurança do mês de janeiro está pronto

De acordo com a Samsung, dos 150 solicitantes, mais de 100 já receberam compensações do fundo de indemnização.

FONTE