Review MOTO X a Motorola ainda dá que falar!

Acabámos de chegar da MWC 2015 e vimos uma enxurrada de excelentes equipamentos, alguns com novidades muito interessantes, outros que desiludiram pela ausência das mesmas. A Motorola arrecadou dois prémios na MWC 2015 o Moto E 2014 levou o prémio para Best Low Cost Smartphone , e o Moto 360 arrecadou o galardão para Best Wearable Mobile Technology .A Motorola já lançou há algum tempo o excelente Moto X 2014 que na nossa opinião consegue olhar nos olhos com muitas das novidades deste ano.

Não tivemos anteriormente a oportunidade de falar deste poderoso smartphone, vamos corrigir isso agora!

 

Introdução

O Moto X 2014 apresenta-se como uma evolução muito agradável do seu antecessor. Por dentro temos um processador Snapdragon 801, quad-core de 2.5 GHz, acompanhado de 2 GB de memória RAM e 32 GB de espaço interno, sem possibilidade de expansão da memória e com uma Adreno 330. O tamanho do equipamento também aumento posicionado-se numas mais confortáveis 5,2 polegadas.

Ao abrir a caixa do MOTO X 2014 temos o smartphone, um pacote com manuais de instruções, phones de ouvido, um carregador de tomada com duas portas USB (permite carregar o MOTO X 2014  e qualquer outro dispositivo que se queira), o cabo de dados microUSB e uma ferramenta que serve para extrair o nano-SIM.

Design

IMG 20150304 125801 Review MOTO X 2014 a Motorola ainda dá que falar! image

Já referimos que o MOTO X 2014 cresceu em tamanho, mas também em qualidade. O ecrã tem 5,2 polegadas, é AMOLED, resolução Full HD, proteção Corning Gorilla Glass 3, proteção contra salpicos (não é à prova d’água, apenas sobrevive aos primeiros pingos da chuva) e a adição de mais três sensores: infravermelho (além do sensor de luminosidade que já existia – que permitem comandos por gestos, sem ser necessário ter a câmera frontal sempre ligada. Ainda na parte frontal ficam as colunas, infelizmente ao contrário do aconteceu no Moto G de segunda geração, não reproduzem som estéreo.

Relacionado:
Análise Huawei Mate 9 : Performance e Elegância

A rodear o smartphone existe um aro de metal, com uma óptima construção, em acabamento e qualidade de material, com a adição de alguns pequenos pontos em plástico que servem como antena – não existe portanto o problema de perda de sinal se taparmos um destes pontos , pois a antena move o sinal de local se encontrar problemas. Do lado esquerdo não há qualquer botão. Do outro lado ficam os botões de volume e o de energia, que conta com uma textura diferente para se sentir qual é qual, sem ser necessário olhar para o MOTO X 2014.

No topo do equipamento encontram-se a entrada para nano-sim e ainda para os phones de ouvido, na parte de baixo temos a entrada para cabo microUSB 2.0.

A traseira do equipamento que testámos é de plástico em preto, no entanto existe a possibilidade de adquirir este equipamento com a parte de trás em couro, plástico ou bambu (depende do modelo escolhido), na parte traseira temos ainda o logo da Motorola , a câmera de 13 megapixels, que filma em até 4K (2160p, ou quatro vezes superior ao Full HD). Ao redor do aro da lente, encontram-se dois pequenos LEDs, para flash.

A bateria é incorporada e não amovível, tem a capacidade de 2.300mAh e é capaz de durar 14 horas seguidas de uso intenso. Claro que se racionarmos o uso de alguns recursos como 4G e Wi-Fi,este tempo de vida poderá ser extendido. Com esta ordem de ideias, podemos esperar aproximadamente um dia e meio de uso, o que é inferior ao que temos em aparelhos como o Xperia Z2 e Z3, que chegam ao segundo dia sem muitos problemas.

Relacionado:
Moto X (2013) recebe Android 7.0 Nougat através CyanogenMod 14

Peso e medidas

O MOTO X 2014 cresceu, cresceu muito quando olhamos para o compacto modelo lançado anteriormente. Porém, mesmo com  5,2 polegadas de ecrã, o dispositivo não é desconfortável nas mãos. É confortável e ergonómico, graças ao material áspero da traseira e da ligeira curvatura que tem em direcção ao centro do equipamento.

As medidas são de 14 centímetros de altura, por 7,2 centímetros de largura e 1 centímetro de espessura.

IMG 20150304 125853 Review MOTO X 2014 a Motorola ainda dá que falar! image IMG 20150304 125849 Review MOTO X 2014 a Motorola ainda dá que falar! image

IMG 20150304 125842 Review MOTO X 2014 a Motorola ainda dá que falar! imageIMG 20150304 125829 Review MOTO X 2014 a Motorola ainda dá que falar! image

Sistema Operativo

Conforme sempre nos habituou a Motorola o MOTO X 2014 vem com Android 5.0 puro, sem alterações da marca nem bloatware desnecessário.

O launcher é o Google launcher e o interface encontra-se limpo e sem pormenores desnecessários, visualmente a experiência é muito semelhante a um Nexus. Esta simplicidade aliada é potência do hardware permitem resultados de Benchmark impressionantes, em grande parte devido ao processador Qualcomm MSM8974AC Snapdragon 801, com quatro núcleos a 2.5 GHz, acompanhado de 2 GB de memória RAM e 32 GB de espaço interno, com aproximadamente 24 GB livres para o utilizador.

[slideshow_deploy id=’11299′]

As modificações e personalizações que a Motorola inseriu são escassas mas de grande utilidade. Uma das mais bem-vindas é o ecrã com notificações inteligentes, que utilizam a memória no display AMOLED para exibir conteúdo em baixíssimo consumo de energia. Quando recebemos uma notificação, apenas algumas linhas aparecem. Apenas estas linhas consomem energia, enquanto o restante do ecrã continua desligado. Esta tecnologia foi introduzida no primeiro Moto X e agora apresenta mais detalhes da notificação, com direito a uma pequena foto – no caso de chat, com a foto do perfil do remetente. É possível receber mais de uma notificação destas por vez, podendo até escolher quais as apps que poderão enviar notificações para o ecrã bloqueado.

Outra modificação é relativa aos sensores infravermelho que ficam na frente do MOTO X 2014. Eles captam movimentos na frente do ecrã, que podem accionar as notificações inteligentes, desligar um alarme e silenciar uma chamada a receber. Basta passar a mão por cima do display e pronto. Não é necessário tocar em qualquer botão. Além disso, há como ligar as notificações ao pegar o  MOTO X 2014 e até até os olhos – sem sequer passar a mão na frente do display.

Relacionado:
Análise Zidoo X9S

Câmara

Chegamos ao calcanhar de Aquiles do MOTO X 2014, que era o mesmo ponto fraco do modelo anterior. A câmara não é tão boa quanto a dos principais concorrentes. São 13 megapixeis que não trabalham muito bem imagens nocturnas. O resultado final, em boas condições de luz, é de fotos com bons detalhes e cores bem reproduzidas. Em fotos nocturnas, os resultados são claramente inferiores. O interface da câmara é bastante simples e conta com a função de abrir a app ao girar o smartphone na mão

Em vídeos, o aparelho filma até 4K e pode realizar filmagens em câmara lenta de até 120 frames por segundo em Full HD. A qualidade final é a mesma que temos em fotos, ou seja, boa em boas condições de luz e razoável quando a luz se apaga.

Conclusão

A Motorola tem apresentado excelentes equipamentos e o Moto X 2014 é sem dúvida um equipamento que marcou o ano de 2014. Para quem não acha obrigatório andar sempre com o último topo de gama, mas valoriza uma alta performance. o Moto X 2014 é uma hipótese a considerar.

 

Agradecemos à Orange a disponibilização do equipamento para review.

Deixem os vossos comentários aqui ou na nossa página no Facebook.

 

 

 

 

 

 

 

PARTILHAR
Artigo anteriorGlobal Mobile Awards 2015
Próximo artigoAndroid 5.1 prestes a ser disponibilizado pela Google para os Nexus
Fundador do Androidgeek.pt ,trabalho em TI há dez anos. O desafio de gestão de equipas com foco nas necessidades do mercado deu-me o background certo para abraçar vários projetos online, nos quais aproveito a minha experiência em duas das minhas paixões: Tecnologia e Escrever. Sou um profissional dedicado com vasta experiência em todas as áreas de Gestão de TI e Gestão de serviços na área de Tecnologias de Informação. Sou apaixonado por tecnologia, Android, Publicidade, Marketing Digital e posicionamento estratégico.