A pirataria está ao rubro, e cada vez mais existem “pseudo lojas” de aplicações para dispositivos Android, que sobrevivem ás custas do trabalho árduo de milhares de programadores. Tirando alguns casos excepcionais, essas lojas oferecem gratuitamente aplicações para o sistema da Google, que em lojas oficiais seriam pagas.
Uma dessas lojas era a Applanet, que operou durante algum tempo de forma ilegal, fecharam portas e agora o sofreram as consequências.

0B5CUt KUpXFUOElFbC1vbkNERU0 Proprietários do Applanet condenados nos Estados Unidos image

Os grandes responsáveis pelo Applanet, Aaron Blake Buckley e Gary Edwin Sharp II foram condenados e considerados culpados pelos crimes de infracção de direitos autoriais das aplicações distribuídas sem autorização e respectivo pagamento aos programadores dos valores das aplicações, tal como acontece em lojas oficiais como a Play Store e ou Amazon Store.
A sentença de ambos será lida no próximo dia 1 de Agosto, e segundo a condenação dos arguidos, eles terão transaccionado aplicações que o valor atinge os 17 milhões de dólares.

O crime não compensa mesmo…

Relacionado:
Kirin 960 o novo CPU da Huawei foi construído para dominar