Foi durante o Google I/O que voltamos a ouvir do “Projecto Soli”, projecto esse que pensávamos que já tinha sido guardado na gaveta, volta a dar sinais de vida e tem potencial para se concretizar.

0B5CUt KUpXFURDB0R2dzblpzczg Projecto Soli dá sinais de vida image

O “Projecto Soli” foi desenvolvido pelo grupo Google ATAP ( Advanced Technologies And Projects) e baseia-se na detecção de movimentos feitos pela nossa mão através de um “micro-radar”, a ideia baseia-se numa tecnologia já usada mas em grande escala, como por exemplo nos radares de aviões ou barcos.

Mas a Google quer ir mais longe e pretende integrar essa tecnologia num smartwatch e assim evitar o contacto físico com o aparelho, o “micro-radar” capta movimentos em tempo real, e usa os gestos que o utilizador faz para alterar o sinal, ou seja, a Google quer transformar os movimentos dos nossos dedos numa forma de interagir com o aparelho sem necessidade de tocar no mesmo.

O “Projecto Soli” irá permitir aos utilizadores fazerem “swipe”, toques ou “scroll” através de gestos com os dedos.

A ideia que os engenheiros da Google pretendem, é conseguir integrar gestos que usamos diariamente no mundo físico para o mundo virtual.

Como por exemplo, será possível imitar o girar de um botão para configurar o horário de um relógio ou aumentar o volume da música, apertar os dedos para simular um toque num botão.

Relacionado:
LG envia convites para um evento na CES 2017: LG G6 a caminho?

0B5CUt KUpXFUUnVvekd0c1JRTUk Projecto Soli dá sinais de vida image

De modo a agilizar o processo o mais depressa possível, a Google vai lançar um kit de desenvolvimento e APIs ainda este ano para programadores, começarem a desenvolverem as suas próprias aplicações e ideias para o Projecto.

Ainda não é claro quando o “Projecto Soli” irá ver a luz do dia, mas uma coisa é certa, a forma como interagimos com os equipamentos irá mudar.