O mundo Android destaca-se pela sua variedade, mas esta multiplicidade de opções tem um lado negro, entre as maravilhas que apaixonam os fâs de Android com potentes hardwares, funções e designs inovadores, existem também desastres totais que as marcas gostariam de esquecer, e mais importanteainda, que os utilizadores os esqueçam, aqui eternizamos a lista de FLOP 10 na nossa opinião.
 Aqui reunidos num flop 10 mais do que inspirador. Com vocês, os piores smartphones Android de todos os tempos.
teaser worst smartphones FLOP 10 Os smartphones Android mais odiados de todos os tempos image

Gostos não se discutem, todos sabem disso. Mas há equipamentos que deixam poucos ou nenhuns  argumentos para os seus defensores: feios, inúteis, supérfluos! Tem de tudo nesta lista dos horrores.

Samsung Galaxy Ace

Quem tem traços de personalidade masoquista pode adquirir algum Galaxy Ace ainda em circulação por aí. O mid-range da Samsung enervava o utilizador mais calmo: um display pequeno com resolução baixa, uma câmera miserável, incontáveis crashes nos momentos mais inoportunos e uma interface nada fluida – o Ace é um dos melhores exemplos de que até mesmo a Samsung erra, e erra em grande, algumas vezes.

Samsung Galaxy Fit

Querem mais um exemplo? Aqui vai. Na verdade, é incrível lançar um dispositivo como este no grande ano de 2013! Com o Android 2.3 a bordo e um display com a minúscula resolução de 240 x 320 pixels, o Fit conseguiu irritar até mesmo quem nunca teve um smartphone antes. O nome “Fit” só pode ser uma piada de mau gosto, pois este equipamento está tão “em forma” como um velhinho de 98 anos com problemas respiratórios. Seria um excelente equipamento para 2007 mas em 2013.. A sério Samsung?

Relacionado:
Samsung Gear VR sem suporte no Android 7.0 Nougat Beta

Sony Xperia Play

Smartphone e console/joystick num aparelho, na verdade a ideia perfeita para amantes de jogos. Mas que maneira triste de a põr em prática! Nem a criança mais problemática consegue ser mais desobediente do que os controles do Xperia Play. Como se não bastasse, o processador não dava conta de tantas funções, e a variedade de jogos era muito pequena. A qualidade das ligações, além disso, era muito fraca. Com razão foi um fracasso de vendas, e depois nunca mais se ouviu falar num smartphone/console.

LG Optimus L3 II

Esse dispositivo foi apresentado no inverno de 2013, porém parece um autêntico exemplar dos primórdios do Android. Depois de iniciar pela primeira vez o L3 II, o que vem à mente é: “Só pode ser uma brincadeira…” A resolução de ecrã consegue a proeza de parecer um dos primeiros Gameboys, o “chassis” é grossa e quadrada, o hardware da pior qualidade. Mesmo sendo um dos mais baratos da sua época, quem o comprou arrependeu-se de cada centimo gasto.

LG Optimus Vu

E temos de reservar mais um lugar para a LG na lista: já pela sua forma, este equipamento não tem credibilidade nenhuma. Em teoria, dispositivos com formato 4:3 seriam uma boa alternativa neste mercado mais ou menos uniforme, e toda a inovação merece louvor. O resultado neste caso, contudo, foi um smartphone de imagem estranha  e controlo difícil.

Relacionado:
Huawei ascende à posição 72 no "Best Global Brands Report" da Interbrand
optimus vu l3ii FLOP 10 Os smartphones Android mais odiados de todos os tempos image

 Panasonic Eluga

O Eluga foi a tentativa desesperada da Panasonic de entrar no crescente e lucrativo mercado de smartphones. A ideia era boa, o design promissor, o fato de ser resistente à água era uma vantagem rara à época. Na prática, o Eluga não correspondeu às expectativas. Hardware mau, câmera fraca e bateria ridicula, além de uma campanha de marketing quase envergonhada – o Eluga fracassou, e a Panasonic desistiu de fazer smartphones.

 HTC ChaCha / HTC First

A ideia de um Facebook Phone persistiu por algum tempo, sem ter conseguido bons resultados. Os pontos mais baixos dessa história de fiascos foram o HTC ChaCha, uma cópia mal-acabada do Blackberry e, de novo em 2013, o HTC First, ambos incrivelmente pouco populares. Uma ligação tão íntima com o Facebook é pelos vistos pouco desejada, e o projeto Facebook Home foi abortado.

 Motorola Flipout

Se acham que a LG foi a única a aventurar-se com dispositivos quadrados, ainda não viram esta pérola da Motorola: um bloco quadrado com teclado físico que gira no seu eixo, um primor de usabilidade! Para piorar, o quadradão ainda contava com uma resolução risível, uma bateria natimorta e uma câmera abaixo de toda crítica. Ao menos para uma coisa ele serviu: enterrar a ideia de dispositivos quadrados.

motorola flipout FLOP 10 Os smartphones Android mais odiados de todos os tempos image

 HTC Evo 3D / LG Optimus 3D

Smartphones com ecrãs 3D e câmeras 3D pareciam a tendência que se tornaria dominante no mercado, mas desapareceram tão rápido quanto surgiram. Ainda bem! Se quiserem dois brilhantes exemplares dessa era sombria, eis aqui o Evo 3D e o Optimus 3D. Posso garantir: era preciso um poder de imaginação muito, mas muito forte para ver os efeitos em três dimensões prometidos por esses dispositivos. Já vão tarde.

Relacionado:
Huawei poderá apostar no Tizen em futuros smartwatches
As tentativas da HTC e da LG no universo 3D: só na nossa imaginação. / © HTC/LG

 Samsung Galaxy S Beam

Não há nada que a Samsung ainda não tenha experimentado. Um smartphone com projetor integrado – por que não? Infelizmente, o Galaxy S Beam deveria ter sido aperfeiçoado antes do seu lançamento. Além disso, o preço era exorbitante para um hardware apenas mediano, e o beamer não passava de uma brincadeira. Gostaria de ver essa ideia com a tecnologia atual.

 O que acharam desta lista? Fizemos alguma injustiça deixando um forte candidato de fora? Qual é o pior smartphone que já tiveram?

Fonte: Android Pit
PARTILHAR
Artigo anteriorA Samsung não pára e prepara os novos Galaxy Core e o Galaxy Ace?
Próximo artigoGoogle Glass, 1.500$ de dores de cabeça?
Fundador do Androidgeek.pt ,trabalho em TI há dez anos. O desafio de gestão de equipas com foco nas necessidades do mercado deu-me o background certo para abraçar vários projetos online, nos quais aproveito a minha experiência em duas das minhas paixões: Tecnologia e Escrever. Sou um profissional dedicado com vasta experiência em todas as áreas de Gestão de TI e Gestão de serviços na área de Tecnologias de Informação. Sou apaixonado por tecnologia, Android, Publicidade, Marketing Digital e posicionamento estratégico.