A Google continua a trabalhar no Project Ara, a sua aposta para o mercado de dispositivos móveis, com a ideia de que os utilizadores poderão montar o próprio smartphone e escolher cada peça de hardware tais como câmara, ecrã, processador, etc, encaixando-as como se faz com os LEGOs. Agora, o gigante de Mountain View ganha dois reforços de peso para o seu projecto.

NVIDIA e Marvell são os novos parceiros da Google e Quanta (outra integrante do projecto) para a criação de dois modelos de referência, um baseado no processador PXA1928 da Marvell e outro baseado no poderoso NVIDIA Tegra K1.

Convém lembrar que o Project Ara nasceu com a Motorola e os Phonebloks, mas após o gigante de Mountain View comprar e revender a marca à Lenovo, ficou com muitas patentes que lhe resguardam de processos judiciais, e o projecto que pretende evoluir para ser lançado no mercado.

Espera-se que a Google disponibilize muitas e novas informações sobre o Project Ara no mês de Janeiro, quando também se espera que seja lançada a primeira versão comercial com um custo entre US$50 e US$100 e com uma versão modificada do Android Lollipop. Enquanto aguardamos mais algumas semanas, podes verificar um dos últimos vídeos demonstrativos com protótipos em funcionamento.

 

 

 

 

 

FONTE

Relacionado:
N de Nougat: Motorola divulga lista de dispositivos a atualizar para o Android 7.0