Nova patente demonstra a segunda geração do Google Glass

 

Uma nova patente concedida à Google mostra aqueles que poderão ser os Google Glass de segunda geração.

Após não ter tido muito sucesso com os óculos inteligente, o Google revelou este ano a pretensões de realocar o Glass para fins corporativos. As indústrias de saúde, produção e energia, por exemplo, poderiam se beneficiar dessa tecnologia.

A nova patente descreve uma espécie de “monóculos” inteligente que repousa numa única orelha e que “abraça” a cabeça para disponibilizar um ecrã ao utilizador.

Segundo a sua descrição, o wearable é reajustável, podendo ser usado como um único display ou ser configurado para se estender diante dos dois olhos do utilizador.

Google_Glass_patent.0.pngGoogle_Gass_patent_2.0.0.png

Em Março deste ano, o diretor do Google X, Astro Teller, admitiu que Google tinha errado com o wearable.

Na ocasião, Teller informou que a Google necessita de trabalhar na bateria e em questões de privacidade do dispositivo. Em Janeiro, a empresa cancelou as vendas do óculos para em Julho reportar que a tecnologia seria reaproveitada numa nova versão voltada especialmente para profissionais.

Relacionado:
Chineses usam backdoor de dispositivos Android de baixo custo para roubar informações pessoais