A Nokia anunciou a aquisição por 170 milhões de euros, da Withings, uma fabricante francesa de wearables focados no segmento de saúde.

A Whithings passa assim a ser uma divisão da Nokia, que tem dado sinais de que pretende retornar ao mercado de aparelhos electrónicos.
A venda do departamento de dispositivos móveis da empresa finlandesa à Microsoft, responsável pelos smartphones Lumia, foi anunciada em Setembro de 2013 e finalizada em Abril do ano seguinte.

Por enquanto, a “nova Nokia” não parece interessada em voltar ao saturado mercado de smartphones, preferindo focar os seus esforços e investimentos em novos segmentos, como wearables, saúde digital e Internet das Coisas.

Nokia_wearable.jpg

Os dispositivos lançados pela Withings encaixam perfeitamente nos planos da Nokia, uma vez que possuem smartwatches, pulseiras fitness, balanças inteligentes, termómetros, câmaras de monitorização doméstica, e muitos outros.

Desde o acordo com a Microsoft, a Nokia também vendeu a subdivisão de mapas HERE para um consórcio do ramo automóvel, licenciou a sua marca para uma fabricante chinesa, que produziu o primeiro tablet com entrada USB-C do mundo e no início de 2016 surpreendeu ao lançar a Ozo, uma câmara profissional para realidade virtual que filma em 360º e custa nada menos do que 60 mil dólares.

Nokia_wearable2.jpg

Com esta aquisição, espera-se que num curto prazo, apareçam no mercado novos dispositivos da marca Finlandesa.

Relacionado:
ASUS apresenta novidades em Portugal [Hands On]