MWC 2015: Samsung o que se segue? Galaxy S6 e Galaxy Edge

11026659_10205858324197325_2064825634_n.jpg

Com os Galaxy S6 e Galaxy Edge, a marca Coreana quer dar o passo seguinte.
Este novo terminal tem como objectivo, por um lado, simplificar a vida do usuário e, por outro, incrementar a produtividade.
Um dos pontos fortes em ambos pontos é, de facto, a novidade do Samsung Pay. Um misto de NFC (Near Field Communication) com MST (Magnetic Secure Transmission) sendo este último a grande novidade, uma vez que será possível usar o terminal como Cartão de Crédito mesmo em terminais de pagamento que não disponham de NCF, uma vez que o telemóvel enviará os dados como banda magnética. Aqui, a Samsung assegura total protecção de dados, uma vez que nenhum dado das transacções ficará guardado no telemóvel.

Na mesma linha da simplificação e da produtividade, a aposta da Samsung passa também pelo design, querendo criar, para além do telefone mais rápido, também o mais atractivo.
Neste tópico do design, houve muito enfoque, já que as diferenças entre o Samsung Galaxy S6 e Samsung Galaxy S6 edge são maioritariamente visuais, com alguns aspectos diferenciados na usabilidade.

Design with Purpose – design com propósito – uma frase-chave da apresentação de Young-Hee Lee, a Vice-Presidente da Samsung Mobile.
A nível geral, ambos os telemóveis são realmente atractivos.
Mas o mais extraordinário é realmente o S6 Edge, com o design curvo nas laterais do ecrã.
No hands-on pudemos comprobvr que, quer o normal, quer o Edge são, de facto, muito confortáveis ao toque.
As cores disponíveis são também uma das novidades, uma vez que, se estamos acostumados a um dourado ou prateado, já a um verde esmeralda ou azul topázio, nem por isso. Estas duas cores, embora raras no mundo dos telemóveis, são uma decisão muito acertada da Samsung no que respeita o design.

Relacionado:
UMi Diamond, Octa-Core de 3GB de RAM,em pré-venda por 99$

O próprio material de ambos S6 é cerca de 50% mais forte que os aparelhos anteriores e que, segundo garante a V.P. Young-Hee Lee, não dobra, numa alusão aos “problemas” do Iphone6.

O próprio S6 Edge tem Corning Gorilla glass 4.

Passado o design, seguiu-se a apresentação de UX – User Experiency – a verdade usabilidade do telemóvel.
O software como habitual é Android com touchwiz, com funções melhoradas e, ainda que não o mencionassem directamente, muito do que apresentaram são elementos e funcionalidades já conhecidos do Android Lollipop e Material Design.
A grande novidade a nível de usabilidade vem no S6 Edge: Associação de cores a contactos e as laterais curvas do equipamento notificam da cor que corresponde sempre que se recebe uma chamada de um desses contactos. Outra possibilidade do S6 Edge é, através da impressão digital, rejeitar uma chamada e enviar um SMS automático de rejeição de chamada.
Também a nível do software da câmara, este foi repensado de maneira a eliminar scrollings de funcionalidades e a adicionar legendas às mesmas.

Pelas mãos do Vice-Presidente de Marketing, Justin Denison, vieram os pontos fulcrais para o mundo empresarial e as especificações mais técnicas.

Para o mundo empresarial, os terminais virão equipados com o Samsung Knox, um sistema de encriptação de dados, e o Secure Mobile Platform que integra e gere os dispositivos móveis.

No âmbito das especificações técnicas:

Relacionado:
ASUS confirma duas novas versões do ZenFone 3 para o Brasil

* 64 bits 14mm FInFEt mais eficiente e eficaz que o Note 4.

* O ecrã destes equipamentos é só o melhor já feito pela concorrência. Até 77% mais pixeis que os modelos anteriores.

* Energy Smart mais eficiente mais eficaz.

* Dez minutos de carga dão energia para quatro horas. Noutra comparação com o Iphone 6, a Samsung garante que estes equipamentos carregam 50% mais rápido que o iphone 6.

* Igualmente relacionado com a bateria, outra novidade – é incorporada. A marca acredita ter chegado á qualidade desejada de baterias, no que concerne a especificidades e duração para poder incorporar nos seus aparelhos. Mas outra coisa não seria de esperar, especialmente com o NFC, MST e a tão esperada wireless charging.

* No que concerne as câmaras, estas também tiveram o seu foco, já que a principal evolução é a câmara frontal, que conta com HDR em tempo real e uma melhoria de luz quando são fotografias de pouca luminosidade. Também a qualidade de luz e nitidez de vídeos nocturnos foi algo que provocou comoção na plateia, ainda para mais quando comparado com vídeos e fotos do Iphone 6 Plus.

O que virá a seguir?
Segundo a Samsung, é uma pergunta com incontáveis variáveis, mas que a marca Coreana acredita estar sempre a um passo do que vem a seguir, concretizando-o agora.

“Quando o futuro torna-se o Presente” este foi o mote em que terminou uma tão esperada apresentação de produtos.

Relacionado:
Galaxy Note 7 e as suas baterias explosivas

Ambos Samsung Galaxy S6 e S6 edge serão vendidos a partir de 10 de Abril em 20 países (não divulgados).
Os modelos disponíveis serão: 32, 64 e, pasme-se, 128GB!

Aguardamos impacientemente o momento em que podemos voltar a ter nas mãos uns aparelhos tão magnífico como estes!

 

[slideshow_deploy id=’11167′]