A marca Motorola como bem a conhecemos tem os dias contados, e quem o confirma é ao CEO da Lenovo, Rick Osterloh.

Apesar de deixar já alguma saudade apesar de ainda não ter desaparecido como marca, a verdade é que “esta morte” há muito tempo que estava anunciada.  Decorria o ano de 2014, e a Lenovo investia sensivelmente 2.91 biliões de dólares para adquirir a marca que até então estava na posse da Google.

Um par de meses depois e dadas as especulações, que apareciam um pouco por toda a comunicação social, com informações que a Lenovo pretendia acabar com a marca Motorola, fez com que a fabricante chinesa tivesse necessidade de vir a publico informar que ambas as empresas iriam existir de forma independente. E pouco mais de um ano após tal informação, parece que a empresa decidiu afinal dar um rumo diferente ás marcas e “fazer a sua fusão”.

lenovo motorola net Motorola: A morte de uma marca há muito anunciada image

Os produtos da Motorola continuarão a existir tal como os conhecemos, a sigla M continuará a aparecer nos dispositivos, mas a marca Motorola, em si, irá desaparecer do mercado de dispositivos móveis. No entanto Rick Osterloh informa que os próximos dispositivos ainda virão para o mercado com a “marca” Moto, enquanto que os fabricados pela Lenovo virão com a descrição Vibe.

“Uma marca complementa a outra, mas manter apenas um nome mostra uma presença mais sólida no mercado”

 

Relacionado:
Moto M vai ter Nougat mais cedo do que esperado segundo a Motorola

E assim é anunciada a morte de uma marca que opera no mercado mundial desde 1928 e foi uma das pioneiras da criação dos telefones móveis.

Para quem andava atento, este anuncio acaba por não ser uma novidade, mas sim um anunciou que já deveria ter sido feito aquando da aquisição da Motorola pela Lenovo.