Na semana passada surgiram informações acerca de um misterioso smartphone da Meizu, sem margens (ou bezels) que viria rivalizar diretamente com o Mi Mix da Xiaomi, também ele sem margens laterais. Supostamente a Meizu quer ir mais longe e apresentar um aparelho completamente desprovido de margens, até mesmo no topo e no fundo do telefone. Pouco mais se sabia acerca do assunto até que ontem surgiram algumas imagens sugerindo tratar-se do modelo Meizu Pro 7.

0B5CUt KUpXFUUDgtZl84dGxxbTg Misterioso Meizu sem margens poderá ser o Meizu Pro 7 image

As imagens foram divulgadas pelo leaker @Kjuma na Weibo e revelam um smartphone com ecrã Super AMOLED de 5.62″ e a estranha resolução de 1080 x 2160, talvez devido à ausência de margens.

A conceção de um smartphone deste tipo apresenta certamente os seus desafios e todos os pormenores, com certeza fazem diferença. Por exemplo, num telefone sem margens onde se coloca a sensor fotográfico frontal? De acordo com a imagens vazadas, parece que a Meizu optou por incorporar o câmara de selfies no aro metálico que envolve o equipamento, com a possibilidade de a fazer deslizar. Já a câmara traseira aparece colocada no sitio habitual.

0B5CUt KUpXFUME14eFpYVklySmc Misterioso Meizu sem margens poderá ser o Meizu Pro 7 image

0B5CUt KUpXFUR0dzVjBLbzlxUHM Misterioso Meizu sem margens poderá ser o Meizu Pro 7 image

Outra questão que pode surgir é a localização do leitor biométrico de impressões digitais. Nesse aspeto, o leak revela um sensor de ID incorporado no ecrã, fruto certamente da já conhecida tecnologia de leitura de ID ultrasónica da Qualcomm.

0B5CUt KUpXFUekgyQ1lEMi1vTWs Misterioso Meizu sem margens poderá ser o Meizu Pro 7 image

Adicionalmente, o Meizu Pro 7 virá equipado com uma nova versão da tecnologia de carregamento rápido da empresa - mCharge 4.0, que vai permitir carregar a sua bateria dos 0% aos 100% em apenas 40 minutos. Esta é uma característica que poderá ser bastante útil, uma vez que com uma espessura de apenas 6.5 mm, não se espera que o Meizu Pro 7 tenha uma bateria com a capacidade muito superior a 3000mAh.

Relacionado:
Samsung Galaxy A5 (2016) recebe novo update

Relativamente ao sistema operativo, a única indicação é que o aparelho vai rodar o Flyme OS 5.1. Esta skin é interpretação da empresa chinesa do Android, um pouco à semelhança do MIUI da Xiaomi ou do EMUI da Huawei.

Noutra das imagens percebe-se que vão existir duas versões deste smartphone: uma variante com 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento por cerca de ¥2699 (€354) e outra com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento que custará ¥3099 (€418). Espera-se que o Meizu Pro 7 seja apresentado a 24 de Dezembro, proporcionando assim uma bela prenda de natal de ultima hora aos fãs da marca.