Microsoft abre portas a aplicações Android e iOS

A Microsoft parece estar a aprender com a experiência, e umas das várias razões que impede que mais facilmente um utilizador troque o seu Android ou Iphone por um dispositivo Windows Mobile é muitas das aplicações existentes para os sistemas operativos Android e iOS não estarem disponíveis para o Windows Mobile.

iosandroid2 Microsoft abre portas a aplicações Android e iOS image

A empresa vai permitir de uma forma mais fácil a “portabilidade” de  aplicações Android e de iOS para o próximo Windows. As novas ferramentas permitirão aos programadores reutilizar o código informático, para que possam fazer rapidamente a adaptação e consigam também aproveitar as funcionalidades da plataforma da Microsoft, como exemplo temos a assistente virtual Cortana.

A novidade foi anunciada na conferência Build, dirigida a programadores, que arrancou a 29/04/2015 e na qual foram feitas revelações sobre o Windows 10, que chegará este ano e que será, em diferentes versões, um sistema operativo para computadores, tablets, telemóveis e ainda para a consola Xbox. Um dos objectivos de ter um sistema universal é precisamente o de facilitar o desenvolvimento de aplicações que funcionem em todos estes dispositivos.

Outra excelente novidade é a Microsoft disponibilizar uma ferramenta que permite converter aplicações Windows, bem como uma aplicação na web, numa aplicação do Windows 10, que poderá ser distribuída e instalada a partir da loja de aplicações.

O número de aplicações mais limitado, por comparação com as lojas concorrentes da Apple e do Google, tem sido um calcanhar de Aquiles para a Microsoft. Como há menos aplicações, muitos consumidores afastam-se do sistema. E por o número de utilizadores ser mais reduzido afasta os criadores de aplicações de investirem tempo e recursos em desenvolvimento para esta plataforma.

Relacionado:
Qualcomm anuncia o Snapdragon 835 e o Quick Charge 4

A empresa admitiu no evento que a estratégia passa por aliciar os programadores, levando-os a interessarem-se pela plataforma e acabarem por criar aplicações de raiz.

A Microsoft mostrou também uma funcionalidade, chamada Continuum, que permite às aplicações num telemóvel mudarem de interface quando o aparelho é ligado a um ecrã de grandes dimensões e a um rato e teclado, passando a ter funcionalidades e um aspecto semelhantes aos das aplicações para computador.

Na conferência, foi ainda revelado o nome do sucessor do browser Internet Explorer, que continuará a existir, embora de forma limitada, apenas para empresas que precisem dele. Até aqui conhecido pelo nome de código Projecto Spartan, o novo browser chamar-se-á Edge.

FONTE

PARTILHAR
Artigo anteriorTOS + o mais recente concorrente ao Android
Próximo artigoAlcatel OneTouch anuncia o POP Astro
Fundador do Androidgeek.pt ,trabalho em TI há dez anos. O desafio de gestão de equipas com foco nas necessidades do mercado deu-me o background certo para abraçar vários projetos online, nos quais aproveito a minha experiência em duas das minhas paixões: Tecnologia e Escrever. Sou um profissional dedicado com vasta experiência em todas as áreas de Gestão de TI e Gestão de serviços na área de Tecnologias de Informação. Sou apaixonado por tecnologia, Android, Publicidade, Marketing Digital e posicionamento estratégico.