A Meizu lançou oficialmente (finalmente), conforme prometido, o novo PRO 6, que alem de ser um bom aparelho tem um visual muito semelhante aos telefones da Apple, talvez por mera coincidência (ou talvez não).
Como é habitual nesta fabricante, o PRO 6 vem com uma excelente relação qualidade preço, pois o mesmo terá preços que começam nos $390 para a versão com 32GB, e $430 para a versão com 64GB de armazenamento interno… para um topo de gama, não é nada mau.

Mas vamos ás suas características técnicas:

  • Ecrã Super AMOLED de 5,2 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixeis)
  • Force Touch
  • Chipset MediaTek Helio X25 octa core de 64 bits
  • ARM Mali-T880
  • 4 GB de RAM (LPDDR3)
  • 32GB ou 64GB de armazenamento interno com possibilidade de expansão via cartão microSD
  • Câmara principal de 21MPx com o sensor Sony IMX230, e com multi flash LED circular
  • Câmara frontal de 5MPx
  • 4G / LTE
  • Leitor de impressão digital
  • Bateria de 2.560 mAh, com mCharge 3.0 (similar ao Qualcomm Quick Charge 3.0)
  • Android 6.0 Marshmallow, com a interface da própria da Meizu

Estamos perante um telefone com um design realmente premium, pois o seu corpo de uma só peça e totalmente em metal prometem oferecer um experiência fantástica ao utilizador.
Outro ponto a destacar é o facto da sua câmara principal possuidor 10 Leds no flash, de forma circular. O seu botão home na frente do equipamento também possui o seu sensor de impressão digital.

Relacionado:
OnePlus X recebe o Marshmallow na próxima semana e o OnePlus 3 o Nougat "em breve"

black_07f04da.0.jpg
Pessoalmente acho o Meizu Pro 6 um smartphone muito interessante, e confesso que estou curioso para testar o Helio X25 da Mediatek que é exclusivo da Meizu, pelo que certamente não o veremos nos próximos tempos em mais nenhum equipamento. O Force Touch é outra das funcionalidades que me deixam curioso neste equipamento. Ver e poder testar como é que a Meizu se safou neste quesito é algo interessante. Esperamos ter uma review deste equipamento assim que nos for possível.

 

 

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.