Uma das tendências a que temos assistido nos últimos tempos é a de tentar oferecer uma experiência mobile e desktop integrada num só aparelho. A ideia é ter um smartphone ou tablet que se transforma num PC quando ligado a um monitor externo, com o hardware do aparelho a servir de base.

0B5CUt KUpXFUNl95aHRHd05FNEk Maru OS oferece experiência Android e Linux (Debian) num só aparelho image

Entre as tentativas de oferecer essa possibilidade aos utilizadores estão o Ubuntu Unity OS da Canonical, que transforma um dispositivo móvel a correr Ubuntu OS, num PC a correr uma versão desktop desse sistema operativo, como tivemos oportunidade de ver na análise do BQ Aquaris M10 Ubuntu Edition. Temos também a Microsoft e a sua função Continuum que converte alguns aparelhos com Windows Phone 10 em ambientes de trabalho desktop de Windows 10.


A mais recente tentativa de nos trazer essa experiência tem por base o sistema Android e chama-se Maru OS, desenvolvido por Preetam D'Souza que concebeu uma abordagem um pouco diferente das restantes. Enquanto que nos outras casos o telefone e o PC partilham essencialmente o mesmo sistema operativo com interfaces distintas, o Maru OS propõe uma mistura de Android para o smartphone com Linux Debian para o PC.

Maru OS permite correr Android e Debian em simultâneo

À semelhança do que acontece nas versões da Microsoft e da Cannonical, o hardware do telefone como a memória interna, o processador ou a RAM são partilhados pelos dois sistemas operativos, no entanto é importante referir que estamos mesmo perante dois softwares distintos.

Relacionado:
Android Wear não quer nada com o iPhone 7

0B5CUt KUpXFURXJCeFEydjdWcDQ Maru OS oferece experiência Android e Linux (Debian) num só aparelho image

O Maru OS torna as coisas ainda mais interessantes ao trazer consigo mais uma inovação. Desta vez ao contrário das restantes ideias, há a possibilidade de usar os dois sistemas ao mesmo tempo, isto é, o telefone pode estar ligado a correr Android enquanto o ambiente Linux Debian também está a ser usado. Como é natural, será necessário emparelhar um rato e teclado (bluetooth) com o smartphone, de modo a se poder controlar o ambiente desktop.

Nem tudo são rosas, pois há o inconveniente de a versão do Android do Maru OS ainda ser o Lollipop, que já se vai tornando velhinho especialmente agora que já saiu o Android 7 Nougat. Ainda assim o maior problema deste Maru OS é que de momento apenas um aparelho Android é suportado, o Nexus 5, um telefone lançado pela Google em conjunto com a LG em 2013.

O criador do Maru OS está agora à procura de novos colaboradores para levarem este projecto a bom porto, com foco principal no suporte de mais aparelhos. Uma vez que tanto o Android como o Linux Debian são sistemas open source, há uma forte possibilidade de estes constrangimentos serem ultrapassados com ajuda das vastas comunidades dos dois SO's. De resto o Maru OS surgiu em Fevereiro deste ano e é também ele um projecto open source.