Todos sabemos que um dos grandes problemas do ecossistema Android é a sua fragmentação no que diz respeito à versão do sistema operativo presente nos aparelhos.

Nesse aspeto, a mais recente versão de Android, o Marshmallow, continua a dar sinais de um crescimento constante, conforme é apresentado no relatório mensal de Julho de 2016 divulgado no blog Android Developers com a distribuição das várias versões do SO.

0B5CUt KUpXFUaEl5WlZtb0ptR1E Marshmallow cimenta a sua posição no ecossistema Android image

Marshmallow presente em mais de 13% dos aparelhos

Como se pode verificar na tabela acima, em pouco menos de um ano o Marshmallow conseguiu atingir uma cota de 13,3%, mais 3,2 pontos percentuais que os 10,1% do mês anterior. No topo deste ranking não há nada de novo com o Lollipop a presente em 35,1% dos aparelhos, seguido de perto pelo KitKat com uma cota de 30,1%. Estas duas versões combinadas representam mais de 65% dos dispositivos Android por todo o mundo. Curiosamente no fundo da tabela, o “velhinho” Froyo ainda resiste com 0,1%.

0B5CUt KUpXFUOFc0bGg0SmhtZ28 Marshmallow cimenta a sua posição no ecossistema Android image

Esta fragmentação evidenciada mês após mês pode representar sérios problemas no que diz respeito à segurança dos smartphones e tablets que correm Android, uma vez que cada vez mais apenas as versões mais recentes do SO estão equipadas com as mais atuais medidas de segurança. De um modo geral os fabricantes são largamente responsáveis por atualizar os seus aparelhos para versões mais recentes de Android, e isso fez inclusive com que vários peritos em segurança mobile aconselhem a aquisição apenas de aparelhos Nexus ou Samsung. Segundo os entendidos, estas são as duas únicas empresas empenhadas em lançar atualizações de segurança para os seus dispositivos, numa base regular.

Relacionado:
OnePlus 3 vai receber a atualização para Android 7.0 Nougat até o final de 2016

Seria por isso muito curioso se a Google, por exemplo, divulgasse também um ranking com os timings de atualizações por fabricante uma vez que, por motivos de segurança, cada vez mais esse deve ser um fator a pesar na aquisição de um novo aparelho.