No passado dia 3 de Maio a Huawei deu a conhecer a Portugal a sua novíssima gama P9. Embora o centro das atenções tenha sido o modelo standard – o Huawei P9 – um outro aparelho merece destaque no universo mobile, pois tem tudo aquilo que o Huawei P9 tem, e mais! Estamos a falar do Huawei P9 Plus.

0B5CUt KUpXFUSTl0dnRVRWNwYkU Huawei P9 Plus: Primeiro Impacto image

No decorrer da apresentação o Key Account da empresa chinesa, Rui Martins, referiu que estes novos dispositivos são construídos segundo três premissas: a arte da construção, a arte da fotografia e a arte da tecnologia.

É com isso em mente que vos deixamos as primeiras impressões do Huawei P9 Plus

0B5CUt KUpXFUeGFrbXBPdDBySG8 Huawei P9 Plus: Primeiro Impacto image

"A Arte da Construção"

Há já vários anos que a Huawei nos tem habituado a smartphones extremamente atrativos do ponto de vista de design e o P9 Plus é claramente o resultado refinado dessa evolução. Construído numa peça única de metal e integrado harmoniosamente com um ecrã 2,5D, este smartphone transmite uma genuína sensação de robustez quando o pegamos pela primeira vez.

O P9 Plus é um símbolo de elegância, extremamente fino para o seu tamanho e com margens mínimas em redor do display, fazendo sobressair o seu ecrã deslumbrante. Este mesmo ecrã (que ocupa cerca de 73% da face frontal) acaba por ser um dos grandes diferenciadores para a versão standard, uma vez que conta com um painel Full HD Super AMOLED de 5,5" - são bem visíveis as cores mais saturadas e pretos bem profundos - em vez do painel Full HD IPS de 5,2" que encontramos no Huawei P9. A Huawei não foi atrás da concorrência e optou (na minha opinião bem) por não usar resolução Quad HD neste aparelho. A verdade é que não compromete em nada a experiência do utilizador e beneficia a autonomia.

Relacionado:
Honor 6X poderá ver a luz do dia a 18 de Outubro

0B5CUt KUpXFUam54cVVISnpOTzA Huawei P9 Plus: Primeiro Impacto image

O Huawei P9 Plus está disponível com acabamento em metal escovado ou em cerâmica. Esta última variante é a que temos oportunidade de experimentar, no entanto não vai estar disponível em Portugal. Quando se olha para a parte traseira do Huawei P9 Plus as influências de outros telefones da marca estão bem à vista, como por exemplo a barra de cor distinta que envolve as câmaras, o flash e o logotipo da Leica bem ao estilo do Huawei Nexus 6P.

À primeira vista, o único "senão" relativamente à construção deste smartphone é mesmo o facto de se tornar algo escorregadio na mão e atrair muito facilmente impressões digitais ou poeiras.

"A Arte da Fotografia"

Por esta altura já todos sabemos que a Huawei trabalhou em conjunto com a conhecida marca germânica de lentes Leica para equipar o P9 Plus com um duplo sensor fotográfico - um sensor RGB para captar imagens a cor e outro monocromático focado em registar os detalhes a preto e branco. Para combinar da melhor forma os resultados da dupla câmara, a Huawei incorporou um processador de imagem dedicado no P9 Plus. O resultado é um smartphone com capacidade única de produzir fotos de qualidade verdadeiramente impressionante, sejam os fotógrafos amadores ou profissionais.

0B5CUt KUpXFUUXFyWlc0M1BqZzA Huawei P9 Plus: Primeiro Impacto image

Uma das funções que prende particularmente a atenção é a possibilidade de se poder alterar o ponto de foco de uma fotografia após a sua captura. Na prática passa a ser possível focar aquilo que realmente se pretende realçar na foto, desfocando o resto da cena. Claro que isto só é possível devido ao duplo sensor que regista o cenário em diferentes profundidades.

Relacionado:
Intermediário Huawei Enjoy 6 é oficial com bateria de 4100mAh

Este tipo de funções e características inovadoras acabam por estimular o "bichinho" da fotografia que há nos utilizadores. Digamos que dei por mim a tirar muito mais fotografias que o habitual, e até a objectos aparentemente banais que acabaram por se traduzir em grandes fotos. Arrisco até afirmar que o Huawei P9 Plus é quase uma câmara com um smartphone incorporado.

"A Arte da Tecnologia"

A comandar as operações no Huawei P9 Plus está uma CPU HiSilicon Kirin 955 octa-core juntamente com 4GB de RAM. À semelhança dos modelos anteriores, a Huawei volta a apostar num chip caseiro que, apesar de não ser tão potente como o Qualcomm Snapdragon 820, se revelou perfeitamente à altura da utilização que fiz nos primeiros dias.

Devo dizer que a habituação à interface Emotion UI 4.1 presente no P9 Plus pode ser um pouco mais difícil que o habitual, fruto da grande personalização que permite ao utilizador e da diferença para o Android Stock. No entanto passado um par de dias já se "conhece os cantos à casa".

0B5CUt KUpXFULTZTMXo0YVZTRjA Huawei P9 Plus: Primeiro Impacto image

Em relação ao Huawei P9, o modelo Plus tem um aumento significativo na capacidade da bateria que passa de 3000 mAh para 3400 mAh. Este ganho é muito bem vindo face ao display de maiores dimensões e à volatilidade do ecrã AMOLED, no que diz respeito a gestão energética. Com uma utilização intensiva no quotidiano a bateria do Huawei P9 Plus chega ao final do dia com cerca de 25%-30%.

Relacionado:
Nokia deverá lançar dois telefones ainda em 2016

Tecnologicamente falando, uma das principais atrações deste aparelho é a funcionalidade Press Touch que eleva a interação com o ecrã a uma outra dimensão. Tal como no Huawei Mate S, ao se exercer maior pressão sobre o ícone de uma aplicação surge um menu com atalhos para outras funções dessa mesma app. Infelizmente o Press Touch (ou toque 3D, como também é conhecido) apenas está disponível para algumas aplicações nativas di Huawei P9 Plus. Se quisermos estender esta função a outras aplicações, terão que ser os programadores de aplicações de terceiros a preparar as suas apps para esta tecnologia.

Primeiras impressões

Vamos diretos ao assunto: o primeiro contacto com o Huawei P9 Plus foi extremamente positivo. A Huawei certamente colocou a concorrência "em sentido" ao criar um smartphone verdadeiramente deslumbrante não só a nível estético como também a nível tecnológico. Até à data estou genuinamente impressionado com as capacidades da sua dupla câmara traseira e não restam duvidas que de facto veio revolucionar o mundo da fotografia mobile. Nos próximos tempos vamos continuar a usar o Huawei P9 Plus, testando-o até ao limite para em breve darmos a conhecer aos nossos leitores tudo sobre aquele que ja é por muitos considerado o verdadeiro topo de gama da Huawei para 2016.

 

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.