Huawei Kirin 950 esmaga Exynos 7420 e Snapdragon 820 em benchmark

A Huawei passou de ilustre desconhecida a interveniente musculado em vários segmentos, e no mercado móvel ainda mais surpreendente tem sido o crescimento evidenciado pro esta empresa Chinesa. Uma das suas maiores demonstrações de força é a sua gama de chipsets chamada Kirin.

Todos os terminais lançados recentemente pela Huawei contêm um componente desta gama, e esta estratégia é para continuar. Com especificações impressionantes, vimos o novo grande SoC da fabricante chinesa atropelar o tão aclamado Exynos 7420 da Samsung em teste de benchmark. Isto mostra que ela não precisa depender de outras fabricantes para entregar um produto de topo no mercado.

O Kirin 950 é um CPU octa-core 64-bit que é formado por quatro núcleos Cortex-A72 (os mais potentes da ARM neste momento) em conjunto com mais quatro núcleos Cortex-A53 (os mais económicos da ARM). Enquanto os componentes mais económicos trabalham a 1,8 GHz, os poderosos A72 chegam à frequência de operação de 2,4GHz. Isto garante um desempenho superior a qualquer outro chipset do mercado – pelo meno sna teoria.

O chipset Kirin 950 também vem com uma GPU potente, é o modelo ARM Mali-T880. Ela consegue proporcionar um desempenho 30% mais podeoros do que a T760 usada pela Samsung actualmente, além de consumir menos. Temos também memória RAM em dual-channel LPDDR4 que permite uma largura de banda de 25,6GB/s. E memória UFS 2.0 que foi estreada pela Samsung juntamente com o Exynos 7420 trazendo uma grande velocidade de leitura e escrita dos dados do utilizador– o chipset também tem suporte a eMMC 5.1 de outras fabricantes.

Relacionado:
Hoje há um ano, era assim! #ThrowBackDroid 23 dezembro

Num teste feito pelo benchmark GeekBench mostra resultados diferentes do que foi visto anteriormente.

Desta vez vemos a pontuação de 1.710 pontos quando apenas um núcleo está em uso, sendo menos do que os 1.909 de antes. No entanto, no teste multi-core, quando todos os oito núcleos estão em uso, a pontuação sobe para 6.245 pontos, sendo mais do que os 6.096 de antes. Assim, podemos ver que a novidade da Huawei não supera apenas o Exynos 7420, mas também o Snapdragon 820 – novo chipset da Qualcomm a ser lançado em 2016.

Nesta tabela não foi esquecido o Exynos M1 Mongoose, que chegará ao mercado como Exynos 8890, marcando 2.294 pontos no teste single-core e 6.908 pontos no teste multi-core, como pode ser visto acima. Portanto neste momento a solução da Huawei encabeça a lista de chipsets mais poderosos, mas esta liderança poderá ter os dias contados.

FONTE

PARTILHAR
Artigo anterior3 formas de fazer Unroot ao teu Android
Próximo artigoDispositivos Nexus recebem nova atualização de segurança
Fundador do Androidgeek.pt ,trabalho em TI há dez anos. O desafio de gestão de equipas com foco nas necessidades do mercado deu-me o background certo para abraçar vários projetos online, nos quais aproveito a minha experiência em duas das minhas paixões: Tecnologia e Escrever. Sou um profissional dedicado com vasta experiência em todas as áreas de Gestão de TI e Gestão de serviços na área de Tecnologias de Informação. Sou apaixonado por tecnologia, Android, Publicidade, Marketing Digital e posicionamento estratégico.