Huawei compra Sony Mobile ao estilo Lenovo-Motorola

O mercado mobile têm evoluido a um ritmo alucinante na última década muito por culpa do sucesso do Android e do iOS. Pelo meio houve muitas quedas, fusões e ascenções, mas se há alguma ilação a retirar deste últimos anos, é que nenhuma empresa tem o seu lugar garantido.

0B5CUt KUpXFUaDBxbzVlV1pLbGM Huawei prepara se para adquirir divisão mobile da Sony (Mentira de 1 de Abril) image

De acordo com o blog agLeaks a recém chegada aos top’s do mundo mobile, Huawei, prepara-se para adquirir a divisão mobile da Sony e com isso dar mais um passo em direcção à tão desejada liderança do mercado das telecomunicações. Recorde-se que recentemente o CEO da Huawei Richard Yu declarou publicamente que o plano da gigante chinesa é alcançar a liderança de mercado dentro de 5 anos, apontando baterias à Samsung como sua principal rival.

Os contornos do negócio serão semelhantes aos da aquisição da Motorola por parte da Lenovo, no entanto ainda não há informação acerca das quantias envolvidas. Prevê-se que possa rondar valores perto dos 5 mil milhões de dólares.

A mesma fonte afirma que as conversações entre os concelhos de administração das duas empresas (até agora rivais) devem decorrer ao longo deste ano, com a conclusão da aquisição agendada para o inicio do próximo ano. O negócio envolve exclusivamente a divisão mobile da Sony sem afectar as restantes secções, numa operação que abrange ainda a cedência de todas as licenças mobile da fabricante japonesa.

Relacionado:
Sony lança novos temas Playstation Xperia

Apesar das conhecidas dificuldades da Sony em competir no mercado mobile nos últimos anos, a empresa até tinha feito uma pequena recuperação no quarto trimestre de 2015, muito graças a linha Z5. Pelos vistos não foi suficiente e a empresa “mãe” terá optado por iniciar negociações para vender a divisão responsável pelo desenvolvimento e fabrico de smartphones.

Esta compra da Sony, além de impulsionar a fatia de mercado da Huawei, vai também permitir à empresa penetrar em mercados de mais dificil acesso, como o Norte Americano, onde a Huawei ainda tem expressão reduzida e a Sony está bem estabelecida.

Resta saber se a Huawei pretende manter a linha Xperia activa, ou se pretende deixar cair esta marca e apostar no seu próprio branding. É também incerto se se manterá a integração de serviços mobile dos smartphones da Sony com os serviços de jogos da PlayStation.

Editado a 02/04/2016

MAIS INFORMAÇÃO SOBRE ESTE ASSUNTO

 

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.