A loja virtual Google Play sediou esta semana mais um capítulo da rivalidade entre o Google e a Amazon. A rede lojista havia incluído sorrateiramente a venda das suas aplicações no próprio mercado digital da concorrente e foi obrigada a removê-lo. As informações são do Business Insider.

A Amazon, que acumula mais de 50 milhões de downloads dos seus softwares de buscas no Google Play, tinha incluído discretamente a sua loja de apps no seu catálogo. Ao que parece, o Google demorou um pouco a perceber que o rival havia incluído a venda das aplicações e jogos no seu software de pesquisa comercial.

A remoção foi requisitada pelo Google após actualização da Amazon, que mudou o nome de seu “browser” oficial para Amazon Shopping e incluiu a oferta de aplicações e jogos. A descrição do aplicação, contudo, não indicava a possibilidade de realizar essas transações. Então, o Google notou e exigiu mudanças.

 

 

Em nota oficial em resposta ao Tech Crunch, a Amazon acusou o Google de alterar o acordo de distribuição de programadores da Play Store somente para dificultar a concorrência:

 

Lançamos no dia 9 de Setembro uma nova aplicação Amazon para telefones Android que proporciona uma experiência premiada de compras móveis e permite aos clientes descobrir e comprar todo o catálogo digital da Amazon. Ela oferece acesso ao Instant Video Prime e streaming ilimitado de 40 mil filmes e episódios de series de televisão. A Google posteriormente mudou o seu acordo de distribuição de programadores no dia 25 de Setembro. Como resultado, nós removemos a aplicação da Google Play e substituímos a mesma pela Amazon Shopping. Os clientes que querem a melhor experiência Amazon no seutelefone Android, incluindo o acesso ao Prime Instant Video e todo o catálogo digital da Amazon, ainda podem obter o Amazon App para Android no endereço amazon.com/androidapp.

 

Relacionado:
Google Pixel XL mostra a face como o futuro do Android

Ainda é possível obter o software da Amazon que vende as suas aplicações, mas somente com o link direto para sua página. Já o Amazon Shopping já não aparece mais como opção na Play Store, mas continua a ser possível instala-la, também por link directo.

 

 

FONTE