A Google oferece a sua biblioteca Play Game em três formatos diferentes. Um para Android, que usa Java; um para iOS, que é chamado de Objective-C; e uma variante multi-plataforma, que usa C ++ e pode ser usada por ambos Android e iOS.

 

 Google Play Services

A Google acaba de atualizar os seus Play Games Services ,trazendo o C ++ SDK para cimentar a paridade entre os serviços  SDK Android e o iOS SDK .

 

apple-android-cross-platform-feature
A biblioteca multi-plataforma é importante, pois permite que os programadores de aplicações multi-plataforma possam manter o código comum entre  Android e iOS nas implementações do seu software. Infelizmente, a biblioteca multi-plataforma pode por vezes pode ficar para trás, pois o Google dá uma maior prioridade às versões nativas para Android e iOS. Uma grande parte da funcionalidade que faltava no cross-platform C ++ SDK era suporte para jogo Multiplayer (RTMP) em tempo real.
A boa notícia é que o Google acaba de atualizar seu Play Game Services trazendo o C ++ SDK para cimentar  a paridade entre os serviços  SDK Android e o iOS SDK .

Isto significa que os programadores de jogos que têm versões dos seus jogos em ambos Android e iOS  agora podem adicionar suporte Multiplayer em  tempo real usando uma única base de código C ++, em vez de ter que escrever um código para o Android e outro  para iOS.

Agora que a Google adicionou suporte para múltiplos jogadores em todas as suas SDKs,  também lançou um novo conjunto de estatísticas multiplayer. Os programadores podem visitar o Developer Console  para ver como os jogadores estão usando a integração multiplayer e ver as tendências globais de uso.

Relacionado:
Apple ganha um round à Samsung

Ao mesmo tempo, a Google também atualizou algumas outras coisas no Play Services. Especificamente, tem incorporado material design na interface de utilizador dos mais recentes jogos e SDKs para Android, multi-plataforma C ++ e iOS.

Aqui podem ver uma Designer do Google a falar sobre as alterações:

 

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=p4gmvHyuZzw”]
A Google também vê que as “Quests” são uma maneira popular para “agarrar” jogadores. Quests permitem aos programadores adicionar novos conteúdos para um jogo sem ter que lançar uma atualização. Assim o Google adicionou algumas novas funcionalidades para que seja mais fácil de implementar e gerir.

Que vos parece estes desenvolvimentos? Poderá algum dia o Mobile Gaming competir com as gigantes das consolas?

 

Deixem os vossos comentários abaixo.