Quem já não leu no Facebook que esta ou outra celebridade faleceu e depois verificou que era um “Hoax” uma mentira? Grande parte dos utilizadores de internet actualmente consomem notícias directamente do Facebook , torna-se vital garantir dentro do possível que esta informação é o mais credível possível por razões óbvias.

A Google e o Facebook anunciaram que estão a trabalhar em formas de minimizar a divulgação de falsas notícias, cortando na publicidade para os sites que produzem este  tipo conteúdo (click bait).

0B5CUt KUpXFUYzE1TDZDYkZ6Q2c Google e Facebook em sintonia na guerra contra as notícias falsas image

A Google está a trabalhar numa mudança de política na rede Adsense para excluir estes sites, enquanto o Facebook actualizou a sua política de público-alvo para incluir sites falsos de notícias na sua categoria “sites enganosos, ilegais e enganosos”.

Na recente eleição presidencial dos Estados Unidos, falsos sites de notícias produziram conteúdo (com clara intenção de prejudicar um ou outro candidato) que, poderão ter influenciado alguns dos eleitores.

Mark Zuckerberg e a sua equipa repudiam esta análise e afirmam que “mais de 99%” de todo o conteúdo que os utilizadores vêem no Facebook é autêntico.

Relacionado:
Atualização de segurança do Android chega já na próxima semana