A Google continua a reforçar as “suas fileiras” de especialistas em tecnologias imersivas, e desta vez adquiriu a startup de realidade virtual e aumentada Eyefluence, que desenvolve tecnologias de rastreamento ocular para headsets de realidade virtual e aumentada.

A aquisição foi anunciada na passada terça feira, pela própria Eyefluence no seu site. Fundada em 2013, a empresa nasce com a missão de “transformar intenção em ação através dos olhos.” Isto é, criar uma forma natural e intuitiva de interagir com dispositivos de realidade virtual e aumentada. A Google, como se sabe, foi das primeiras a inventar um sistema muito barato de realidade virtual, o Google Cardboard.

Depois de lançar o Cardboard em 2014, a Google lançou o headset de VR Daydream no início de Outubro, no entanto, há rumores de que a empresa está a trabalhar num sofisticado headset de realidade virtual que não necessitará de ligação ao smartphone ou computador para funcionar. E segundo essas especulações, também não será uma plataforma ligada ao Google Daydream View.

Pessoas mais chegadas ao processo dizem que o dispositivo vai integrar um sistema controlado pelos olhos e contará com sensores e algoritmos para mapear o mundo real na frente do utilizador.

daydream-view-1.png

Obviamente que toda esta “especulação” nasce depois da aquisição da Eyefluence por parte da Google, mas o certo é que a Google está interessada num dispositivo que permita ao utilizador continuar a ver o mundo real, à semelhança do conceito presente no HoloLens da Microsoft e do futuro Project Alloy da Intel.

Relacionado:
[Geek Alert] Vernee Apollo - Deca Core, ecrã 2k a um preço díficil de acreditar (limitado ao stock existente)

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.