Google aceita o desafio de revolucionar a tecnologia das baterias de dispositivos móveis

Ultimamente todos os grandes intervenientes na indústria de dispositivos móveis estão a olhar de uma forma mais atenta e cuidada para baterias mais potentes e mais pequenas. Ou seja uma bateria que dure mais e ocupe menos espaço que as baterias padrão de lítio-ion. A Google não tem por hábito ficar para trás e é o mais recente nome a entrar no jogo de quem vai produzir o que é considerado o “santo graal” dos dispositivos móveis – a mais duradoura, mais fina, e provavelmente melhor bateria de sempre. A equipa do Google para este projecto ainda é pequena, mas é liderado pelo ex-especialista em baterias da Apple Inc. Dr. Ramesh Bhardwaj.

google chrome battery 600x300 Google aceita o desafio de revolucionar a tecnologia das baterias de dispositivos móveis image

A equipa de de investigação é composta por quatro pessoas e  está a olhar para as baterias que a  actual tecnologia necessita – Dr. Bhardwaj apresentou já pelo menos 20 projectos à Google dependentes duma bateria com estas características. Algumas pessoas dizem que esta equipa é muito pequena para apresentar grandes progressos na tecnologia das baterias, mas, obviamente, vamos ter que esperar para ver o que sai deste projecto patrocinado pela Google. O plano actual da equipa é melhorar a tecnologia de lítio-ion  atual e talvez incorporar a melhor e emergente tecnologia disponível. Embora estas novidades pareçam promissoras ainda há pontos de interrogação quando se trata de produção em massa. É por isso que ainda não vimos um salto gigante na tecnologia das baterias quando parece que os dispositivos móveis precisam de uma mudança urgente.

Relacionado:
Android Wear não quer nada com o iPhone 7

Até agora os avanços mais significativos são de carregamentos mais rápidos e sem fios, mas ainda assim é muito pouco para acompanhar a sede de performance que caracteriza o mercado de tecnologia móvel.

VIA: The Wall Street Journal