A Samsung está a efetuar todos os esforços para que os atuais detentores do problemático Galaxy Note7, devolvam o dispositivo. Devido ao seu problema com as baterias, a fabricante acabou com a produção e venda dos mesmos. No entanto milhares são os utilizadores que ainda não entregaram os dispositivos (alguns até afirmam que não vão entregar), e para esses temos uma má noticia: As autoridades Americanas proibiram, a partir de ontem, a entrada de smartphones Samsung Galaxy Note7 nos aviões e alertou que aqueles que tentarem viajar com os mesmos estão sujeitos a pesadas multas e a confisco do mesmo.

0B5CUt KUpXFUaVlzbDBka2dJRW8 Galaxy Note7 está definitivamente proibido de voar image

Em comunicado, o secretário para os Transportes dos EUA, Anthony Foxx, explica que “reconhecemos que banir estes telemóveis das linhas aéreas vai provocar inconvenientes em alguns passageiros, mas a segurança de todos a bordo no avião tem de ser prioridade”.
No mesmo documento explica-se que os passageiros que tentarem subir a bordo de um avião transportando o Note7 serão impedidos de viajar. Também aqueles que tentarem “contornar a proibição” ao guardarem o telemóvel na bagagem “aumentam o risco de incidente catastrófico”, pelo que ficam sujeitos a um “processo criminal, além de multas”.

Era uma decisão inevitável que brevemente deverá ser tomada pelos restantes países, uma vez que efetivamente esses equipamentos têm a possibilidade muito grande de provocar pequenos incêndios.

Relacionado:
Samsung apresenta oficialmente o seu smartphone flip W2017