Fracasso do LG G5 desencadeia demissão de executivos da companhia

A companhia com sede em Seul, a LG anunciou na passada sexta feira dia 1 de julho algumas mudanças no seu departamento de dispositivos moveis. O principal catalisador destas mudanças foi sem duvida o fracasso de vendas do novo flagship da companhia: O LG G5. Na verdade este novo LG G5 iniciou o seu percurso com bons números de vendas, mas não se conseguiu manter acima da linha de água e é neste momento considerado um “Flop” de vendas.

Fracasso do LG G5 desencadeia demissão de executivos da companhia image

Como consequência direta destes resultados, alguns executivos da empresa foram demitidos, e a empresa criou uma Task Force para supervisionar a criação dos novos modelos.

O anúncio desta sexta é porque o último flagship da LG Electronics falhou em gerar vendas”

“A unidade de negócios no exterior terá um papel maior na divisão mobile. O propósito do realinhamento se destina a manter o negócio de celulares da LG funcionando em meio à situação desafiadora no mercado”.

Disse a LG ao jornal Korea Times. 

A LG é conhecida pela sua resiliência e capacidade de se reinventar e aos seus produtos e espera que as alterações que implementou a nível interno tragam retorno palpável nos próximos produtos a lançar.

“Espera-se que o mercado de smartphones seja cada vez mais competitivo em 2016 devido a modelos premium de concorrentes a serem lançados, além da concorrência de preços ainda maior na fatia de mercado de massa.

O chefe de mobile, Cho Juno, vai supervisionar o PMO (Task Force). Este departamento terá a autoridade de supervisionar o desenvolvimento de novos produtos, assim como tratar do marketing e vendas, Oh Hyung-hoon, será responsável pela liderança, com apoio do vice presidente da unidade, Ha Jeong-wook.

Podemos especular sobre o que traçou estes resultados menos positivos do LG G5, pois trata-se na verdade de um bom equipamento, mas o preço a que foi apresentado, aliado ao facto deter saído com especificações  inferiores em mercados pujantes como o Brasileiro, e o elevado custo dos módulos e a não disponibilização destes em todos os mercados mancharam o projecto inicial talvez de forma irreversível.

Qual a vossa opinião?

Poderá gostar de: Mais do autor

14 Comentários

  1. Iuri Nogueira Diz

    “A companhia com sede em Taiwan”

    Tá sabendo bacana meu caro

  2. Ricardo Cristo Diz

    Pensam pequeno mesmo, cá no burgo custa esse valor, a nível internacional vejam os valores, ou pensam que no nosso mercado tem alguma influência? Como é um mercado cartelizado os vendedores do produto vendem lixo a preços de ouro!!!

  3. José Gomes Diz

    Ele foi lançado a 550e na Amazon e em Portugal na NOS! O problema é que as pessoas já pensam que os topos de gama são sempre 700e , e já nem vão comparar os preços! Claro q nas Worten etc custa 700e, mas isso não é culpa da LG… Por exemplo neste momento já só custa 410e na Amazon italiana. A LG tem feito ultimamente bons telemóveis, e é a unica marca com presença europeia que lança topos de gama a 500e… Falta-lhes é marketing…

  4. Alberto Cunha Diz

    Rui Costa se for para os 300 compro

    1. Rui Costa Diz

      Praticamente a 500 ele já está. Acho que vou perder a cabeça nos 450 🙂

    2. José Gomes Diz

      A 410e já ele custa!

    3. Rui Costa Diz

      Por esse preço vai já!

  5. Elvis Passos Diz

    Se o aparelho tivesse um preço mais acessivel, com certeza não teria sido um fracasso de vendas

  6. Gabriel Zaharia Diz

    e mesmo assim, duvido que não seria um fracasso à mesma… É feio e não se compara em termos de construção com os outros topos de gama! Os módulos em si são fraquinhos também…
    V10 continua a ser o verdadeiro topo da LG

    1. Rui De Paiva Diz

      Tenho um v10 gosto muito dele mas a Lg esta-se a burrifar para os seus clientes quanto a actualizações…

  7. Hugo Miguel Gonçalves Diz

    se não o tivessem colocado a 700€(*), talvez se tivessem safado melhor, porque ”teoricamente” o LG G5 tinha tudo para vingar no mercado e disputar o segmento com a gama Galaxy S da Samsung.
    (*) valor justo de lançamento seria entre os 450€ a 500€ no maximo dos maximos e os modulos, entre os 50€ a 80€ no maximo.

    1. José Gomes Diz

      Ele foi lançado a 550! O problema é que as pessoas já pensam que os topos de Gama são sempre 700e , e já nem vão ver os preços!

    2. Hugo Miguel Gonçalves Diz

      Boas José: na primeira semana de venda (e penso q na 2ª tb) em Portugal, a PCDIGA tinha-o a 690€, e a FNAC a 749€
      Agora é que anda entre os 500€ e 600€

Comentários estão fechados.