Já não é segredo que o Facebook tem a intenção de explorar o território do YouTube tanto em vídeo como em transmissões em direto. Mais um passo muito claro nesta direção foi agora dado. Para demonstrar o poder e a capacidade de transmissão de vídeo ao vivo pela plataforma, a rede social irá transmitir um jogo de futebol inteiro.

O jogo em questão não é dos mais importantes, no entanto, trata-se de um duelo pela liga feminina espanhola, com uma partida entre Atlético de Madrid e o Atlético de Bilbau. O jogo será transmitido pela Grabyo, uma empresa de vídeo online apoiada por nomes como Thierry Henry e Cesc Fábregas. Mesmo que o jogo em si não seja o mais relevante, o esforço que o Facebook está a fazer, é claramente o mais importante para o futuro da empresa.

20160524044404.png

A intenção da rede social sempre foi muito clara, de disponibilizar absolutamente tudo que for possível dentro do seu próprio serviço. Os relatos mostram que os utilizadores estão a partilhar cada vez menos conteúdo no site, o que poderia desencorajar as pessoas de acederem à rede social, então quanto mais atrações o Facebook puder oferecer, melhor.

Não é a primeira vez que isso acontece, em abril, um dos maiores nomes do futebol feminino mundial, a jogadora americana Alex Morgan, transmitiu por através da sua página o jogo de estreia da sua equipa, o Orlando Pride, contra o Houston Dash através do Facebook Live. A audiência foi excelente, chegando a atingir os 554 mil espetadores.

Relacionado:
Vivo X9 e X9 Plus oficialmente anunciados, com dupla câmara frontal

Ainda são casos esporádicos, de jogos de pequena relevância. No entanto, é um passo importante para o Facebook poder preparar algo como a transmissão de uma final de Liga dos Campeões, uma partida do campeonato do Mundo, ou um Super Bowl. Normalmente, estes grandes eventos desportivos estão bloqueados a grandes acordos com empresas de comunicação que não têm o mesmo poder monetário que o Facebook, que é um grande conglomerado da tecnologia e uma das empresas mais valiosas do planeta.

A tendência é necessária até mesmo para combater o avanço do Twitter. O serviço rival já estabeleceu acordos para transmissão de 10 jogos da próxima temporada da NFL, a liga de futebol americano dos EUA, através da sua plataforma de live stream. A intenção é bem clara: as redes sociais têm a capacidade técnica e o público para tornar este tipo de transmissão viável, e se o Facebook não se mexer, vai ficar para trás (tal como o YouTube).