Durante uma conferência recentemente realizada no Center for Strategic and International Studies (CSIS), o diretor do FBI James Comey deixou uma série de recomendações importantes para proteção da privacidade e dos dados.

0B5CUt KUpXFUanB4ZHNNUi1DUEk Diretor do FBI recomenda tapar a webcam – A Philips propõe uma alternativa image

Cobrir as webcams dos computadores foi uma das suas sugestões. Ao não escondermos as câmaras web podemos estar a abrir vulnerabilidades que podem ser aproveitada por hackers e a criar as condições ideiais para cenários de extorsão ou de espionagem industrial, por exemplo. “Se trancamos habitualmente as nossas casas e os nossos carros, por que é que os nossos computadores podem ficar abertos à mercê dos criminosos?”, perguntou o responsável máximo do FBI. Na verdade, muitos utilizadores de PCs já perceberam que as webcams os podem colocar em risco de invasão de privacidade. Um dos exemplos mais famoso vem do próprio fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que cobre todas as webcams de sua casa, inclusive a do seu laptop, com fita adesiva.

Atualmente, existem soluções bastante mais práticas que fita adesiva – pelo menos no que diz respeito aos monitores dos PCs. A nova geração de monitores profissionais da Philips apresenta um alinhamento de equipamentos com 27”, 24” e 22” polegadas que integram uma webcam que apenas fica visível quando é ativada. Usando apenas um dedo, a câmara pode ser levantada ou novamente escondida. A vantagem é clara: se necessitar da câmara durante uma conferência online, por exemplo, basta levantá-la. De contrário, ela mantém-se escondida e os hackers não têm hipótese de explorar esta vulnerabilidade.

Relacionado:
Football Manager Touch 2017 chega ao Android

O modelo Philips 272B7QPTKEB já estão disponíveis a um preço recomendado de 599 EUR. Os 241B7QPJKEB e 221B7QPJKEB ficarão disponíveis no último trimestre de 2016 e o primeiro trimestre de 2017, respetivamente.